Sancionada lei que iguala premiação esportiva para mulheres e homens

Projeto virou lei após polêmica em agosto último, em etapa capixaba de campeonato de boydboarding. Atletas comemoraram decisão

Agora é lei no Espírito Santo: mulheres e homens que concorram em eventos esportivos terão direito ao mesmo valor de premiação. O governador do Estado, Paulo Hartung, sancionou na última segunda-feira (05), o projeto de lei que previa a equiparação em todas as competições locais, tanto para atletas como paratletas.

Durante a solenidade em que anunciou a novidade, com a presença de muitos atletas capixabas, Hartung destacou a importância desta decisão em qualquer tempo, mas principalmente no cenário atual.

Um dos interlocutores com as federações esportivas para viabilizar o projeto, Marcelo Coelho, secretário de Esportes e Lazer, afirmou que a nova legislação reforça o coro de que “estamos em um momento em que todos devem ser tratados em igualdade de condições. Então não deve ser diferente na hora de premiar e reconhecer a conquista”.

Polêmica antecedeu a mudança

Em agosto último, quando aconteceu a terceira etapa do Circuito Nacional de Bodyboarding, em Vila Velha, a Confederação Brasileira da modalidade anunciou premiação de R$ 10 mil ao vencedor da categoria principal masculina, e somente de R$ 5 mil à ganhadora da categoria feminina.

Na ocasião, a capixaba Neymara Carvalho,  maior campeã mundial da história da modalidade, usou o seu perfil em redes sociais para se manifestar. A atleta, que participaria da competição, comentou indignada o quanto considerava a premiação injusta. E contou também que a categoria feminina já teria feito reclamações.

Pressionada, a Confederação reviu os valores e anunciou que homens e mulheres receberiam já naquela etapa, prêmios iguais. O fato repercutiu em todo o país e chamou a atenção também de Paulo Hartung que, já naquela época, recebeu as atletas no Palácio Anchieta e anunciou a decisão de igualar a premiação e se comprometeu em criar um projeto de Lei para equiparação de premiações em campeonatos futuros, em todas as modalidades.

View this post on Instagram

Hoje iniciou a 3a etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboarding aqui na Barra do Jucu – VV/ES, e para a alegria da categoria profissional feminina, com premiação IGUAL à categoria masculina! Estamos muito contentes com está decisão e esperançosas de que seja perpetuada no esporte. 🙌🏼 Em visita ao Palácio Anchieta, fomos recepcionadas pelo Governador Paulo Hartung, e agradecemos pela valorização feminina imposta por ele e apoiada pela Cbrasb, diante de um evento esportivo tão significativo em nosso estado. Além de visitarmos a lindíssima exposição "Alvorada" da capixaba Rosilene Ludovico (recomendo)! 🔝😍 Fechando com chave de ouro o nosso dia em comemoração à igualdade no Bodyboarding, jantamos no restaurante queridinho dos capixabas e turistas, @atlanticaitaparica . Obrigada a todos pelo carinho conosco! Eu como atleta e Subsecretária de turismo de Vila Velha, me sinto ainda mais honrada e orgulhosa por ser capixaba, e conquistar em casa o que venho almejando a anos, que é a igualdade no meu esporte. E que assim SEJA (em todos os demais)! Valeu meninas! 🙏🏻🌊💕 #Bodyboarding #Girls #NaMesmaOnda #IgualdadeNoEsporte #IgualdadeNaVida #Conquista #Alegria #Capixaba #CircuitoBrasileiro #Go 📸: Leonardo Duarte.

A post shared by Neymara Carvalho (@neymaracarvalho) on