Primeiro-ministro do Canadá nomeia quantidade igual de homens e mulheres para ministérios

O novo primeiro-ministro do Canadá, o liberal Justin Trudeau, 43 anos, tomou posse nesta quarta-feira (04). Ele segue os passos de seu pai, o ex-líder Pierre Trudeau, e retoma a identidade liberal canadense após quase dez anos do governo conservador de Stephen Harper. Durante a campanha eleitoral, Trudeau afirmou que, se eleito, 50% de seus ministros seriam mulheres, e que buscaria mais diversidade étnica em seu gabinete.

Ao lado de sua esposa, hoje ele cumpriu sua promessa e nomeou a mesma quantidade de mulheres e homens, 15 cada, como ministros. Entre os novos nomes, destaca-se o ex-líder do Partido Liberal do Canadá e autor da chamada Lei da Clareza, que limita os referendos independentistas no país, Stéphane Dion, que assumirá a pasta de Relações Exteriores.

Trudeau também nomeou a primeira deputada canadense nascida no Afeganistão, Maryam Monsef, como ministra de Instituições Democráticas.

Quando questionado o motivo de sua escolha, o Premiê do Canadá foi claro e objetivo: “Porque estamos 2015”.

Ele terá que resolver nas próximas semanas outra promessa, que se comprometeu a receber 25 mil refugiados sírios até o final de ano.

 

 

Tudo sobre