Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

O ‘olho’ das redes sociais para cobrar atitude dos líderes mundiais

A campanha quer chamar a atenção para o curto prazo para alcançar as 17 metas globais para desenvolvimento sustentável estabelecidas pela ONU

Por Ana Claudia Paixão - Atualizado em 4 fev 2020, 22h58 - Publicado em 4 fev 2020, 15h49

Se você está nas redes sociais certamente já viu a movimentação que reúne famosos e desconhecidos com um símbolo de olhos desenhados nas mãos, coma  hashtags “Prezados líderes mundiais, estamos de olho em vocês”.

Global Goals/Reprodução

A campanha faz parte da iniciativa de transformar 2020 em um ano decisivo para que mudanças efetivas para reverter a desigualdade e a crise climática mundial. O Global Goals é uma iniciativa do Project Everyone, criada pelo diretor, roteirista e ativista Richard Curtis com o objetivo de acompanhar e cobrar o avanço do comprometimento assinado por 193 países em 2015 de fazer as mudanças necessárias para salvar o planeta até 2030.

A campanha, que está ganhando proporção viral, quer chamar a atenção para o curto prazo para alcançar as 17 metas globais para desenvolvimento sustentável estabelecidas pela ONU. As metas envolvem questões de desenvolvimento social e econômico com pautas amplas que incluem desde pobreza, fome, água, saneamento básico, saúde, igualdade de gênero, justiça social, energia, urbanização e meio ambiente. Com  10 anos de distância da data final, o The Global Goals iniciou a campanha de pressão que conta com uma lista com ativistas de diferentes causas e países. Desenhando um olho e incluindo as hashtags, a idéia é manter a pressão por soluções.

Em uma carta aberta, assinada entre outras personalidades pela ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, Nadia Murad, a ativista nigeriana Obiageli Ezekwesili, a jovem Malala e o ativista brasileiro Raull Santiago, 20 ativistas de diferentes países demandam urgência para ações efetivas de mudança.

Continua após a publicidade

“Fiquei feliz pelo convite [de assinar a carta] e reconhecimento do meu trabalho pela garantia dos direitos humanos em geral, mas também com foco na população negra, periférica e da favela, minha realidade”, disse Santiago à CLAUDIA. “Estar juntos de nomes como Malala, Nadia Murad, Kumi Naidoo e esse super time de 20 ativistas, sendo o único do Brasil”, ele comentou.

“Somos 20 escrevendo a carta. 2 mil figuras públicas do mundo apoiando”, escreveu Santiago em seu Instagram. “Junto de ativistas do mundo todo, estou enviando uma mensagem as lideranças mundiais para dizer que nós estamos de olho em suas atitudes e que vamos exigir que vocês cumpram a promessa do #GlobalGoals. Pelas pessoas, pelo planeta, pelo agora e pelo futuro, acreditamos que ainda podemos caminhar rumo à um mundo melhor, que se preocupe com o clima, que possa acabar com a fome e a sede, que garanta direitos, equidade e vida. Queremos que essas lideranças globais façam sua parte e cumpram a histórica promessa”.

Divulgação/Reprodução

 

Dos dois mil apoiadores, há 54 brasileiros, que incluem Alice Braga, Camilla Pitanga, Wagner Moura e Fernando Meirelles, entre outros. Além deles, nomes como Dr Jane Goodall, Christianne Amanpour, Julia Roberts, Emilia Clarke, Benedict Cumberbatch, Idris Elba, Lily James e muitos outros apoiadores.

Continua após a publicidade

É possível participar do movimento entrando no site do Global Goals e se inscrevendo para colaborar.  “Estaremos captando essas assinaturas diversas pelo mundo, que também servirão de pressão para que Governantes dos países dêem a devida atenção aos OBDs”, explicou Santiago.

“Ainda ousamos esperar que em 2020 vocês [líderes mundiais] agirão de forma decisiva e corajosa e iniciarão uma década de ações cruciais”, diz a carta (leia na íntegra aqui). “Precisamos que vocês ajam mais depressa”.

View this post on Instagram

Dear World Leaders, We are watching you. 👁#globalgoals

Continua após a publicidade

A post shared by Julia Roberts (@juliaroberts) on

Publicidade