No Rio, condenados pela Lei Maria da Penha não podem assumir cargos

Sanção foi publicada no Diário Oficial na última quinta-feira (7), véspera do Dia Internacional da Mulher

Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, sancionou na última quinta (7) uma lei que impede a nomeação de homens condenados na Lei Maria da Penha em cargos comissionados.

O texto, de autoria do ex-deputado Julianelli (Rede) e Enfermeira Rejane (PC do B), foi aprovado pela Assembleia Legislativa no ano passado.

Witzel havia afirmado em campanha que teria mulheres em metade do secretariado de seu governo. Até esta sexta (8), no entanto, apenas duas mulheres têm cargos nas 20 pastas: Ana Lucia Santoro, no Ambiente e Sustentabilidade, e Fabiana Bentes, no Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Em nota, a assessoria de imprensa do governador informou que “os secretários de Estado foram escolhidos por suas qualidades e competências técnicas nas áreas em que atuam”.

Leia mais: Buscas por “feminismo” no Google cresceram 217%

Siga CLAUDIA no Youtube