Mulher morre com cobra enrolada no pescoço

A vítima convivia com outras 140 serpentes em sua casa; caso aconteceu em Indiana, nos Estados Unidos

Laura Hurst, de 36 anos, foi encontrada morta em sua casa em Indiana, estado do centro-oeste dos Estados Unidos, com uma cobra píton de 2,4 metros enrolada no em seu pescoço, na última quarta-feira (30).

De acordo com a polícia estadual, a suspeita é que a mulher foi estrangulada pela cobra, mas “só teremos certeza após a necropsia”.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Segundo o jornal local Lafayette Journal & Courier, outras 140 cobras foram encontradas na residência de Laura. O vizinho da mulher, xerife do condado de Benton, Don Munson, foi quem encontrou seu corpo e disse que a morte foi “um acidente trágico”.

A cobra píton é encontrada no continente africano, na Austrália, nas regiões sul e sudoeste da Ásia e nas ilhas do Pacífico, e é conhecida por ser constritora, ou seja, ela mata suas presas enrolando-se e apertando até que a vítima morra asfixiada.

Leia também: Menina de 5 anos é morta a facadas no caminho da escola em Minas Gerais

+ Menina é estuprada pelo pai e pede socorro à irmã por WhatsApp

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?