Morador de rua morre em decorrência do forte frio em SP

Saiba onde doar casacos e cobertores para pessoas em situação de rua nas principais capitais do Brasil.

Um morador de rua foi encontrado morto na tarde da última terça-feira (18) no bairro de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. O homem de aproximadamente 45 anos não apresentava sinais de violência e tudo indica que ele tenha morrido em decorrência do clima frio que se instalou na cidade. O corpo foi encaminhado Instituto Médico Legal (IML) para ser analisado com o objetivo de se identificar a causa de sua morte.

Esse é o segundo caso de suspeita de morte de morador de rua causada pelo frio na capital paulista em 2017, de acordo com a Polícia Civil. Em 10 de junho, um homem de cerca de 50 anos também foi encontrado morto com sinais de hipotermia.

Leia mais: Garota cria sacos de dormir impermeáveis para moradores de rua

O frio é uma causa comum de morte de moradores de rua na terra da garoa, que segundo última pesquisa da Prefeitura e da Fundação Fipe, de 2015 tem quase 16 mil pessoas vivendo em nessa situação – a atual gestão do município estima que o número esteja em 25 mil. Somente em 2016, houve cinco casos de óbitos motivados pelo frio, segundo a Pastoral do Povo da Rua.

Frio intenso

Desde o início da semana, São Paulo convive com uma massa polar intensa que chegou ao Brasil. Na terça-feira, a cidade registrou a tarde mais fria desde 2013, com temperatura na casa dos 10,2ºC segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

No dia seguinte, na quarta-feira (19), outro recorde foi batido. Dessa vez, o município teve a madrugada mais gelada do ano, ao atingir temperatura de 7,9ºC, de acordo com o Inmet.

O frio intenso não é exclusividade de São Paulo. Outras capitais também registraram baixas temperaturas nesta semana. Cuiabá, por exemplo, teve mínima registrada de 8,9ºC na madrugada de terça-feira, aponta o Inmet.

Serviços de coleta e distribuição de cobertores são realizados nas capitais brasileiras para que casos como o ocorrido em São Paulo não se repitam. Saiba como ajudar:

Belo Horizonte (BH)

  • Biblioteca Pública
  • BH Shopping
  • Fórum Lafayete
  • Tribunal de Justiça

Campo Grande (MS)

  • Rodoviária
  • Instituições ligas à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)
  • Postos de combustíveis
  • Casa da Amizade

Cuiabá (MT)

  • Locais cadastrados da Cruz Vermelha
  • Conselho Regional de Contabilidade
  • FEMAB
  • Unopar
  • Sociedade Caritativa e Humanitária Quadro Cuiabá
  • Sala da Mulher na Assembleia Legislativa

Curitiba (PR)

Florianópolis (SC)

  • Unidades do Sesc

Goiânia (GO)

  • Sede da Semas
  • Centro Pop
  • Casa de Acolhida Cidadã

Porto Alegre (RS)

  • Órgãos públicos estaduais
  • Quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros
  • Rodoviárias

Rio de Janeiro (RJ)

  • Unidades da Cruz Vermelha
  • Unidades do Exército da Salvação
  • Estações de metrô
  • Carrefour (veja lista)
  • Instituto CCR
  • Shoppings (veja lista)

Salvador (BA)

  • Bases de Segurança Comunitária da Polícia Militar
  • Drogarias
  • Estações de metrô

São Paulo (SP)

  • Postos da Polícia
  • Unidades Básicas de Saúde
  • Estações do Metrô e da Via Quatro
  • Fóruns
  • Corpo de Bombeiros
  • Demais pontos cadastrados na Campanha do Agasalho 2017

Vitória (ES)

  • Grupo Ajude o Próximo
  • Amigos da Solidariedade
  • Locais cadastrado na campanha Doar aquece o coração, do estado