Menino de dois anos que caiu no poço é encontrado morto

O resgate durou 13 dias e mobilizou o país

Equipes de resgate encontraram o menino Julen Roselló, de apenas dois anos, já sem vida na madrugada de sábado (26). O menino havia caído em um poço de mais de cem metros de profundidade em Totalán, no sul da Espanha.

O pequeno Julen brincava no terreno perto de onde seus pais almoçavam quando caiu no buraco de 25 centímetros diâmetro. O acidente aconteceu no dia 13 de janeiro e o resgate mobilizou uma equipe numerosa no país.

A estimativa é de que ele estava em uma profundidade a 73 metros do solo. Até a manhã do dia 14, só era possível localizar um saco de guloseimas que o menino carregava, segundo María Gámez, a subdelegada do governo, que deu um depoimento à emissora Antena 3.

Equipes de resgate cavaram um túnel paralelo ao local do acidente, mas não haviam recebido nenhum sinal de esperança do menino durante toda a operação.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sanchez, escreveu na sua conta do Twitter no último sábado: “Toda a Espanha sente a infinita tristeza da família de Julen”.

Esta não é a primeira tragédia na vida dos pais de Julen, José e Victoria. Moradores de El Palo, um distrito próximo, contaram que eles já perderam um filho de 3 anos, Oliver, que morreu repentinamente há menos de dois anos devido a um problema cardíaco.