McDonald’s demite presidente por manter relação amorosa com funcionária

De acordo com o conselho administrativo da empresa, Steve Easterbrook "violou a política" da rede de fast-food

O McDonald’s demitiu Steve Easterbrook, presidente executivo da rede de fast-food, de 52 anos, após o conselho de administração da companhia entender que o executivo “violou a política” da empresa ao manter relação amorosa com uma funcionária.

Em comunicado, a empresa informou que o CEO “demonstrou mau julgamento, se envolvendo em um recente relacionamento consensual com uma funcionária”. A mulher em questão não foi identificada.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Easterbrook enviou um e-mail para os funcionários da rede no domingo, de acordo com a agência Reuters. Nele, o executivo afirma que o relacionamento “foi um erro” e diz que “dados os valores da empresa, concordo com o conselho que é a hora de seguir em frente”.

O executivo ainda renunciou ao seu cargo no conselho de administração do McDonald’s. A rede anunciou que Chris Kempczinski, de 51 anos, é o novo CEO e presidente da empresa.

Leia também: A história de mulheres que empreenderam como forma de superação

+ De catadora de latinha a empreendedora, a emocionante história de Vanessa

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?