CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Mãe é presa por estuprar a própria filha em conjunto com namorado

De acordo com a polícia, a mulher também enviava fotos íntimas da criança para o companheiro; caso aconteceu em Goiás

Por Da Redação 23 dez 2018, 14h39

Em Catalão, sudeste de Goiás, uma mulher de 31 anos foi presa sob a suspeita de estupro de vulnerável contra a própria filha de 6 anos. Segundo investigações da Policia Civil, a suspeita fez sexo com o namorado na frente da criança e, em seguida, deixou a menina sozinha com o homem, que a obrigou a praticar sexo oral nele.

O caso foi descoberto na quarta-feira (19), mas a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), que conduz as investigações, entende que os abusos ocorriam há alguns meses e eram frequentes. No dia anterior, acompanhada da filha, a mulher teria ido a casa do namorado e cometido o crime mais recente. A vítima pediu ajuda a uma irmã de 17 anos, que procurou o Conselho Tutelar.

A criança contou os abusos que sofria ao Conselho Tutelar e exames feitos no Instituto Médico Legal (IML) constataram lesões em suas partes íntimas. Além disso, foram encontradas fotos íntimas da criança e de uma irmã mais velha no celular da mãe. As imagens teriam sido enviadas para o companheiro da mulher. O casal, que mantém o relacionamento há cerca de cinco meses, foi preso.

“A polícia concluiu que houve uma relação sexual entre os três: o homem, a mulher e a criança. Além do estupro configurado por essa relação, há o crime de pedofilia, por conta das fotos enviadas”, contou a delegada Alessandra Castro, da Polícia Civil de Goiás, à TV Anhanguera. O casal responderá pelos crimes de estupro de vulnerável, prática de ato sexual na presença de criança e divulgação de imagens de nudez infantil. As penas para cada um dos crimes varia de 8 a 20 anos de prisão em regime fechado.

*Com informações do G1 e da TV Anhanguera. 

Continua após a publicidade

Publicidade