Madre Teresa de Calcutá será canonizada no próximo domingo

Papa Francisco conduzirá a cerimônia no Vaticano que fará de Teresa uma santa

Beatificada, em 2003, pela cura de uma indiana diagnosticada com câncer no estômago, Madre Tereza de Calcutá agora será santificada por curar um brasileiro de tumores cerebrais em 2015. A canonização será realizada no próximo domingo (4), véspera do 19º aniversário de morte de Madre Teresa. A cerimônia será conduzida por Papa Francisco na Basílica de São Pedro, no Vaticano. 

Nascida na Albânia, em 1910, com o nome de Agnes Gonxha Bojaxhiu, entrou para a ordem das freiras em 1928, na Irlanda, e passou a ser chamada de Teresa. Foi missionária em Calcutá, na Índia, onde fundou a ordem das Missionárias da Caridade, em 1950. Essa ordem possui, hoje, 130 unidades espalhadas pelo mundo que ajudam pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em 1979, recebeu o Nobel da Paz pelos cuidados dedicados “aos mais pobres dentre os mais pobres” e, pela sua trajetória como protetora dos mais necessitados, ficou conhecida como a “santa das sarjetas”.

Para João Paulo II, Teresa era um “ícone do Bom Samaritano”. Foi ele quem a beatifico,u em 2003, e quem deu início aos procedimentos necessários para a comprovação da santidade da irmã dois anos após a sua morte, adiantando o período usual de cinco anos.