Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Escola onde Madeleine McCann estudava guarda sua vaga há 10 anos

Os jovens que seriam seus colegas de classe fazem orações para que ela esteja bem e para que consiga voltar para casa

Por Da Redação 28 ago 2017, 10h33

O Colégio De Lisle, em Loughborough, na Inglaterra, segue guardando a vaga de Madeleine McCann, a Maddie, desaparecida em 3 de maio de 2007. Ela estaria cursando o 10º ano, na mesma escola onde seus irmãos gêmeos caçulas, de 12 anos, estudam. Os jovens que hoje seriam colegas dela e os colegas de classe de seus irmãos fazem orações por ela e pela sua volta.

A direção da escola católica, assim como seus alunos e a família de Maddie, mantêm esperanças de que ela esteja viva. Maddie desapareceu aos 3 anos, enquanto os pais e amigos jantavam na Praia de Luz, em Portugal. Desde então, já foram recebidas cerca de 9 mil informações de avistamento da garota, em diferentes países.

Leia mais: Babá de Madeleine conta detalhes sobre desaparecimento há 10 anos

“Ela entraria no 10º ano agora e eles estão prontos para recebê-la de volta. Não há evidências de que Madeleine tenha morrido. Nós encorajamos (os pais) Kate e Gerry a terem fé, esperança, força, perseverança e coragem”, disse o pároco Rob Gladstone, um dos responsáveis pela escola, ao jornal The Sun.  

Enquanto os pais enfrentam o fato de não estarem ao lado da filha para vê-la ingressar nesta nova fase escolar, também sofrem com a agonia de não saber se as investigações da polícia continuarão. Os detetives da Scotland Yard têm apenas mais 5 semanas de investigação garantida por recursos do governo. A operação, chamada de Grange, já custou cerca de 12 milhões de libras.

 

Continua após a publicidade
Publicidade