Lançamentos no cinema

No cinema, filmes retratam facetas do comportamento humano

Cante junto

Dono de uma voz poderosa, Wilson Simonal fez sucesso nos anos 1960 e 1970 com performances inconfundíveis. O longa Simonal mostra não só o auge mas as inseguranças do artista e como elas abalaram a possibilidade de uma carreira longeva.

Com estreia dia 8 de agosto, tem Fabrício Boliveira no papel do cantor e Ísis Valverde interpretando sua esposa, Tereza. “Quis retratar o Simonal também por meio do meu corpo. Para isso, fiz aulas de canto, sessões de fonoaudiologia e ensaiei bastante as coreografias com profissionais. Acho que o Brasil merece esse registro da história de uma figura tão importante”, disse Fabrício com exclusividade a CLAUDIA.

Wilson Simonal escapou da pobreza e se apresentou para grandes plateias

Wilson Simonal escapou da pobreza e se apresentou para grandes plateias (Páprica Fotografia/Divulgação)

Tentativa de sobrevivência

Após conquistar o Prêmio do Júri no Festival de Cannes, Bacurau finalmente estreia no Brasil. Fruto de uma década de trabalho dos diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, a trama se passa em um pequeno povoado fictício no sertão pernambucano, onde a morte de uma moradora querida desencadeia uma sucessão de acontecimentos misteriosos.

Com Sonia Braga no elenco, o longa distópico mostra a luta de um povo contra seu extermínio. “É um filme sobre resistência, educação e sobre ser brasileiro no mundo”, declarou Kleber ao final da exibição na França.

Filme “Bacurau”

Filme “Bacurau” (Victor Jucá/Divulgação)

 

Veja também