Incêndio destrói prédio do Museu Nacional no Rio de Janeiro

Museu foi inaugurado em 1818

Um incêndio de grandes proporções já tomou pelo menos três andares do Museu Nacional do Rio de Janeiro, localizado na Quinta da Boa Vista. Os bombeiros foram acionados às 19h30 e às 20h20 estavam combatendo o fogo. Nesse horário ainda não havia informações sobre as dimensões do incêndio.

Inaugurado em 1818, o museu completou 200 anos em junho. Especializado em história natural, é o mais antigo centro de ciência do Brasil e o maior museu desse tipo na América Latina. Acervo guarda mais de 20 milhões de itens.

O maior tesouro do Museu Nacional é o esqueleto mais antigo já encontrado nas Américas, com cerca de 12 mil anos de idade. Achado em Lagoa Santa, em Minas Gerais, em 1974, trata-se de uma mulher que morreu entre os 20 e os 25 anos de idade e foi uma das primeiras habitantes do Brasil.

O crânio de Luzia e a reconstituição de sua face – revelando traços semelhantes aos de negros africanos e aborígines australianos – estão em exibição no museu. A descoberta de Luzia mudou as principais teorias sobre o povoamento das Américas. É considerado o maior tesouro arqueológico do país.