Guarda-vidas salva menino de abuso: “Sentido materno ajudou”

O caso de um homem que tentou levar um garoto à força em direção ao mar, em Santos (SP), na última terça-feira (20), deixou a todos em estado de alerta.

O caso de um homem de 29 anos que tentou levar um garoto de 8 anos à força em direção ao mar na praia da Aparecia, interior de Santos, em São Paulo, na última terça-feira (20), deixou a todos – não somente aqueles que estavam presentes – em estado de alerta. À Polícia Civil, o suspeito afirmou que estava levando o pequeno porque queria ‘beijar’ e ‘ficar’ com o menino embaixo d’água.

Principalmente nesta época do ano, em que a maioria das famílias viajam com seus pequenos para celebrar a virada do ano em destinos litorâneos. Roberta Alessandra Oliveira Costa, de 37 anos, a guarda-vidas responsável por cuidar daquela região, percebeu a movimentação estranha do sujeito que anteriormente havia passado a mão na cabeça de outra menina e aproximou-se para observar de mais perto o que estava acontecendo.

guarda-vidas-alessandra-oliveira

 (Luna Oliva/G1/Reprodução)

Em entrevista ao portal G1, Alessandra, que também é mãe, contou sobre a abordagem que impediu que algo de pior acontecesse: “Eu fico de olho em tudo e, quando esse homem chegou, ele ficou rondando as pessoas e chegou até a passar a mão na cabeça de uma menininha. Então, eu já estava achando toda a situação muito esquisita. Depois, ele chegou perto do menino sozinho na água e o abraçou. Como eu já tinha visto a criança com a família, sabia que ele não era um familiar.”

A profissional que possui formação em educação física também confessou que sempre fica em estado de alerta quando vê uma criança ou adolescente brincando – seja na areia ou na água. “Eu fui atrás deles e, quando cheguei, perguntei para a criança se ela sabia quem era aquele homem. Ela disse que não e eu rapidamente tentei tirar o menino dos braços daquela pessoa. O homem disse que queria beijar a criança”, relembrou.

acusado-de-tentar-abusar-de-menino-na-praia-de-santos

 (Divulgação/Divulgação)

Com medo, o homem tentou puxar o pequeno para si quando notou a presença de Alessandra. Depois de muita insistência, ela tirou o garoto da água e o carregou até o local onde estavam os familiares. “Eu contei toda a situação para o pai do menininho e nós chamamos a polícia e o corpo de bombeiros. Depois, fomos até o homem que o arrastou para o mar. Ele tentou fugir e nós o detemos. Logo em seguida, todo mundo foi para a delegacia”, contou.

Alessandra acredita que seu instinto materno a auxiliou a lidar com a situação: “Eu também sou mãe e sei como precisamos estar alertas o tempo todo. Qualquer distração pode ser um momento para pessoas más intencionadas. Talvez o meu sexto sentido de mãe tenha ajudado.” O homem de 29 anos foi preso. Ele não estava sob efeito de álcool e possui passagem na polícia por furto e homicídio.

Com informações do G1.