Em golpe quase perfeito, bandidos clonam WhatsApp para pedir dinheiro

Criminosos se passam por parentes ou amigos das vítimas e pedem depósitos para contas de laranjas

Um golpe feito através do WhatsApp tem causado transtorno para usuários do aplicativo. Criminosos clonam perfis, se passam por parentes ou amigos das vítimas e pedem dinheiro.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, uma professora de 51 anos que pediu para não ser identificada disse que uma amiga ‘super certinha’ a chamou no aplicativo para pedir dinheiro emprestado.

Segundo a mulher, o perfil pediu R$ 2 270, que seria usado para pagar uma conta atrasada. “Ela me garantiu que depositaria o valor no dia seguinte. Como a conheço e sei que é uma pessoa correta, fiz a transferência”, relata.

Dias depois, o perfil pediu mais dinheiro. Foi aí que a vítima desconfiou. “Entrei no Facebook da minha amiga e nele havia uma mensagem afirmando que o Whatsapp dela havia sido clonado e estavam pedindo dinheiro em nome dela”, conta.

A polícia conseguiu identificar o responsável pela conta: um adolescente de 17 anos. 

A mulher que teve o aplicativo clonado pediu o bloqueio da linha telefônica, que só foi feito no dia seguinte. Enquanto isso, o criminoso entrou em contato com outras três pessoas se passando por ela.

Como funciona

O bandido obtém os dados pessoais de um usuário e liga na companhia telefônica como se fosse o cliente. Aí, ele habilita um novo chip de celular com o mesmo número. Com os contatos do usuário em mãos, ele se passa por amigo ou parente e pede dinheiro para contas de laranjas.

Como se proteger

Mantenha sigilo sobre dados pessoais e senhas. Se perceber qualquer movimentação estranha em conta corrente, poupança ou se o celular parar de funcionar repentinamente, entre em contato com o gerente do banco ou companhia telefônica.

O usuário deve também ficar atento à ligações ou mensagens incomuns. Caso perceba que foi vítima de clonagem, registre um boletim de ocorrência.