Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Mãe teve medo de filho autista desagradar passageiro, mas foi surpreendida

Alexa achava que Ben iria irritar vizinho de poltrona, porém eles se tornaram grandes amigos

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 16h15 - Publicado em 2 jul 2019, 15h53

Alexa Bjornson estava preocupada com seu filho de sete anos, pois ele teve que viajar sozinho de avião para visitar o pai. Parece natural a preocupação da mãe, afinal, se tratava de uma criança enfrentando uma viagem sem acompanhante. Mas havia uma questão a mais: seu filho, Landon, é autista e viajar pode se tornar uma tarefa difícil para ele.

Por isso, Alexa escreveu um bilhete para que seu filho entregasse ao passageiro que sentasse ao seu lado. Nele, havia uma mensagem que explicava que Landon sofria com autismo e poderia perguntar com frequência “Já chegamos lá?”. A mãe ainda incluiu uma nota de 10 dólares para a pessoa por ajudar o filho a se sentir seguro e confortável.

“Eu pensei ‘como posso fazer para que alguém que se sentasse ao lado dele não o olhasse como um fardo, e sim pensasse como poderia ajudá-lo a passar o dia'”, contou Alexa a KATU, uma filial da CNN nos Estados Unidos.

Landon Bjornson
Landon Bjornson, de 7 anos. CNN/Reprodução

O passageiro que sentou ao lado de Landon durante a viagem que foi de Las Vegas ao Oregon foi Ben Pedraza, mas ele não precisava de dinheiro para ter uma viagem agradável ao lado do garoto.

Continua após a publicidade

“Nós estávamos contando piadas e, depois de um tempo, ele pediu que eu deixasse de fazer piadas sobre pai”, disse Pedraza ao KATU. Ao final do vôo, Pedraza tirou uma foto com Landon e enviou para Alexa, junto com uma bela mensagem.

Today my son took his first flight to Oregon to see his dad. I sent Landon with a letter to give to whoever sat next to…

Posted by Alexa Bjornson on Thursday, June 27, 2019

Continua após a publicidade

“Alexa, meu nome é Ben. Eu fui o vizinho de assento de Landon no vôo para Portland. Ele realmente perguntou algumas vezes se já tínhamos chegado, mas ele foi um bom parceiro de viagem. Nós nos divertimos e jogamos algumas rodadas de “pedra-papel-tesoura”. Ele é uma criança incrível e você é uma mãe de sorte. Eu agradeço os U$ 10, mas não era necessário. Eu doei o valor para o Autism.Society.org em honra a Landon. Tenha um bom dia!”, escreveu ele.

Na publicação, Alexa diz ser muito grata pela bondade de Ben e “por ainda existir pessoas boas no mundo, que fazem a diferença como eu mesma tento fazer”.

Para os pais que viajam com crianças autistas, o Marcus Autism Center, centro de tratamento de autismo nos Estados Unidos, recomenda a solicitação de assentos no corredor e trazer itens para entreter a criança, além de uma visita ao aeroporto com antecedência para que ela se familiarize com a multidão e também ter planos de contingência para possíveis atrasos no vôo.

Leia também: 6 dicas para levar em conta quando for mudar seu filho de escola

Continua após a publicidade

+ Garotinho chora na formatura da irmã mais nova: “Tão orgulhoso de você”

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA

Publicidade