Caso Marielle pode estar perto de ser solucionado

De acordo com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, a prisão dos envolvidos deve ocorrer até o fim do mês

Na próxima segunda-feira (14), o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes completará 10 meses – e segue sem respostas. Porém, uma declaração do novo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, durante coletiva de imprensa na manhã deste sábado, aponta para uma possível solução até o fim do mês.

“O caso Marielle está próximo sim de uma solução, não tenho atribuição legal para olhar os autos do processo que estão sob sigilo. Só quem pode ter isso são os delegados lotados na delegacia. A informação que eu tenho é a que a solução do caso e a prisão dos envolvidos talvez aconteça até o final desse mês. Agora quem está envolvido, eu não sei”, disse ele.

Fontes do governo afirmaram para o jornal O Dia que os criminosos fazem parte do grupo dos quadros da Segurança Pública do Rio de Janeiro, conhecido como ‘Escritório do crime’.

Os dois foram assassinados em março de 2018 quando saíam de um evento. Além deles, um assessora de Marielle também estava no carro e sobreviveu.