Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Brasileiro emociona ao relatar a trajetória de seu amigo de quatro patas

A delicadeza do relato de Bernardo Bortolotti já tocou o coração de pouco mais de 46 mil pessoas, no Facebook. Ele se declara curado da depressão pela presença de seu companheiro de todas as horas, o galguês italiano Alf.

Por Débora Stevaux (colaboradora) - 18 out 2016, 18h32

Que a convivência com um amigo de quatro patas faz bem à saúde não é novidade. Um estudo recente, desenvolvido nos Estados Unidos, comprovou que grande parte da reação positiva aos cachorros vem da ocitocina, um hormônio cuja função mais importante é o estímulo ao convívio social, relaxamento, confiança e alívio do estresse. Até o presente momento, pesquisadores mostraram que, quando interagimos com nossos cães, o nível desta substância apresenta uma variação elevada nas duas espécies. 

Leia mais: Cães no Instagram: 10 contas que você precisa seguir já​.

A presença de pets têm efeito quase terapêutico na vida de muitas pessoas que lutam contra alguma doença – seja esta câncer ou depressão. E foi assim com Bernardo Bortolotti que relatou sua maravilhosa e emocionante experiência com Alf, um pequeno cachorro da raça galguês italiano. A delicadeza de seu relato já tocou o coração de pouco mais de 46 mil pessoas, em sua conta no Facebook. Bernardo se declara curado da depressão pela presença de seu companheiro de todas as horas.

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Continua após a publicidade

Veja também: Este cachorro não consegue parar de sorrir após ser adotado.

“Estava fazendo tratamento com psiquiatra e analista, mas quem segurava a minha onda no dia a dia era o Alf. Ele era fissurado por brincar. Mas sempre com alguém. Comer? Que nada… Ele podia ficar horas e horas brincando de jogar e trazer a bolinha. Se ele falasse provavelmente diria: “Ei, não fica assim não, vamos jogar a bolinha que é mais legal!”. Ai de mim se não jogasse! Ele mordia minha calça e me chamava para jogar”, relembra.

Confira o texto na íntegra e prepare o lecinho:

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade