Dois bebês morrem por sarampo no estado de São Paulo

Três casos de óbito por complicações em decorrência da doença já foram confirmados este ano

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo confirmou duas mortes por sarampo na última sexta-feira, 30. As vítimas são dois bebês: um menino de nove meses, da capital, e uma menina de quatro meses, de Osasco.

Os casos confirmados no Estado São Paulo já somam três. O primeiro óbito foi confirmado na quarta-feira, 28. A vítima era um paciente de 42 anos, que não tinha histórico de vacinação e já tinha passado por uma cirurgia de retirada do baço, que está envolvido na defesa do organismo. O caso foi o primeiro no estado desde 1997, segundo a secretaria de saúde.

Não perca o que está bombando nas redes socias

Os bebês começaram a apresentar sintomas em julho e as mortes aconteceram em 2 e 6 de agosto. A faixa etária de menores de um ano corresponde, atualmente, ao grupo mais vulnerável ao sarampo.

São Paulo já registrou, desde janeiro, 2.457 casos de sarampo, sendo 1.637 na capital. Em segundo lugar está o ABC, com 126. A situação levou o Ministério da Saúde a recomendar uma dose extra de vacina para bebês a partir de seis meses. A vacina contra sarampo é tríplice viral e protege também contra rubéola e caxumba.

Leia também: Confirmada a primeira morte por sarampo em São Paulo

+ Mão de bebê abandonado embaixo do carro é presa

PODCAST – Está na hora de pedir aumento de salário?