Bebê passa por inovadora cirurgia cardíaca com células-tronco

Josué Salinas é apenas a segunda criança dos Estados Unidas a ser submetida a esse tipo de procedimento inovador.

Josué Salinas nasceu com metade de seu coraçãozinho com um tamanho ainda menor do que o normal. A síndrome, conhecida como Hipoplasia do Coração Esquerdo, fez com que Josué ficasse no hospital desde que veio ao mundo. Aos 4 meses, o bebê de Baltimore, nos Estados Unidos, acaba de passar por uma cirurgia para corrigir o defeito. O procedimento feito com células-tronco é tido como inovador. Segundo a Associated Press, ele é a segunda criança no país a ser submetida a uma cirurgia deste tipo e a ideia é que estas células reforcem a metade saudável do coração para que ela tenha maior capacidade de bombeamento do sangue, compensando a metade doente.

Leia também: Mãe escreve blog sobre o dia a dia com seu bebê de 8 meses que nunca saiu do hospital

Segundo o G1, a técnica faz parte de um estudo em fase inicial, que comparará 30 bebês para analisar se a estratégia é segura e eficaz. A cardiologista pediátrica Kristin Burns, do National Institute of Health, afirma que cerca de 65% dos bebês com a doença de Josué sobrevivem por até 5 anos e muitos atingem a vida adulta. “Crianças morrem quando necessitam de um transplante cardíaco porque o ventrículo direito se desgasta com a carga de trabalho maior”, afirmou ao portal.