Bebê morre poucos dias após a mãe que parou tratamento de câncer

Carrie DeKlyen faleceu no início do mês após interromper tratamento de câncer no cérebro para não prejudicar o nascimento da filha

A norte-americana Carrie DeKlyen, 37 anos, estava grávida e lutando contra um câncer no cérebro ao mesmo tempo. Para não prejudicar o nascimento da filha, ela parou o tratamento da doença e morreu no dia 9 de setembro – três dia após o nascimento da filha. No entanto, a recém-nascida, registrada Life Lynn DeKlyen, acabou falecendo poucos dias após a mãe, na última quarta-feira (20).

Na 24ª semana de gestação, Life nasceu de parto prematuro. A mãe estava em coma desde julho. “Ela vai ficar bem. Vai ficar aqui quatro ou cinco meses, mas esperamos que seja um bebê saudável. O médico disse que o nascimento não poderia ter sido mais perfeito”, disse o pai Nick DeKlyen à agência de notícias Associated Press quando a filha nasceu. 

“É com grande tristeza e com o coração completamente quebrado que eu digo que Life Lynn morreu noite passada. Carrie agora agora está curtindo a sua bebêzinha. Não tenho explicações sobre o que ocorreu, mas sei que Jesus nos ama e que um dia saberemos o motivo. O luto que sentimos é praticamente insustentável, por favor, continuem rezando por nossa família”, diz texto publicado nesta quinta-feira (21) na página de Facebook Cure 4 Carrie, criada com o intuito de atualizar amigos e familiares sobre a saúde das duas.

Carrie era mãe de outras cinco crianças. No dia em que ela morreu, foi publicada uma foto da família reunida antes da doença da jovem.