Banheiro de colégio no RJ é pichado com dizeres: “sapatas vão morrer”

Instituição soltou um comunicado condenando a ação homofóbica

O banheiro feminino de um dos colégios mais tradicionais do Rio de Janeiro, o Liceu Franco-Brasileiro, amanheceu na última segunda-feira (8) com uma pichação de caráter homofóbico e tom ameaçador. A frase dizia “sapatas vão morrer kkk”, em referência às mulheres homossexuais. O agressor ainda não foi identificado.

A instituição, que fica no bairro das Laranjeiras, expediu um comunicado aos pais e alunos repudiando a ação, considerada pela diretora pedagógica Celuta Reissmann como uma manifestação de intolerância.

“Não aceitaremos qualquer manifestação preconceituosa, a qual será combatida com firmeza”, dizia a nota de repúdio.

A escola afirmou que não há histórico de outros momentos assim e que o caso está sendo conduzido com atenção.

Segundo apurou o jornal O Globo, os pais se dividem entre aqueles que acreditam ter sido alguém de fora, já que o local serviu como espaço de votação no último domingo (7), enquanto outros não descartam a hipótese de ter partido de alguém que frequenta o colégio.