Atores de Game of Thrones visitam refugiados sírios na Grécia

Eles pedem solidariedade de todos e medidas mais humanitárias dos dirigentes europeus

Os personagens de Game of Thrones são tão fortes e envolventes que às vezes fica até difícil vê-los fora dos sets, vivendo histórias reais e se empenhando para conquistar algo que não seja o Trono de Ferro. Com o fim da sexta temporada da série – uma das mais populares dos últimos anos –, os atores Maisie Williams (Arya), Lena Headey (Cersei) e Liam Cunningham (Sir. Davos) se uniram com o intuito de chamar atenção para os milhares de imigrantes que, em busca de refúgio na Europa, são obrigados a ficar em campos até que possam retomar o rumo de suas vidas. “É vergonhoso para todos quando nos comportaremos como se não fosse nosso problema. Ele é.” escreveu Headhey em sua conta no Twitter. “Não se trata de um terremoto ou de um maremoto. Esta é uma crise causada pelo Homem”, disse Cunningham.

Reprodução/Tara Todras-Whitehill/IRC Reprodução/Tara Todras-Whitehill/IRC

Reprodução/Tara Todras-Whitehill/IRC (/)

Os atores conversaram com refugiados sírios na ilha de Lesbos, na Grécia, acompanhados de representantes do Comitê Internacional de Refúgio, responsável pelos campos. Além de pedir solidariedade de todos, os três também cobraram medidas mais eficazes dos dirigentes europeus. A situação dos refugiados foi agravada em março após o acordo entre a União Europeia e a Turquia que permite o fechamento da fronteira entre o país turco e a Grécia e ainda exige o registro dos imigrantes e a avaliação individual dos pedidos de asilo. “Para mim é sobre as crianças, com tanto potencial, tantas esperanças e sonhos. Onde está a humanidade que faz ser aceitável eles sofrerem por tanto tempo em campos de refugiados… na Europa?”, questionou Williams. 

Com o fim da visita, eles fizeram questão de dizer o quanto a experiência foi transformadora, que conheceram pessoas extraordinárias e que a luta pela causa estava apenas começando: