Aplicativo facilita denúncia de assédio em transporte

Dispositivo "Nina" é arma para mulheres se defenderem de assédio no transporte público em Fortaleza.

As mulheres que usam transporte público em Fortaleza contam agora com novo aliado para se protegerem de assédio sexual. O “Meu Ônibus”, aplicativo de transporte de ônibus disponibilizado pela prefeitura, conta agora com uma funcionalidade para denúncia em tempo real. Ou seja, com um clique, é possível avisar da situação.

Ao acessar o aplicativo, que recebeu o nome de “Nina” – uma homenagem à cantora e ativista americana Nina Simone -, a vítima deve informar o número da linha e descrever fisicamente o suspeito.

A partir de câmeras de monitoramento nos terminais e nos veículos, um sistema separa as imagens do local e dados da ocorrência. Essas informações vão para uma plataforma que é acessada por delegacias especializadas como a da Criança e do Adolescente ou de Defesa da Mulher. Vale para “encoxadas”, constrangimentos, assédio e tudo que incomode, mas que impeça a vítima de se manifestar pelo receio de piorar a situação.

Dispositivo Nina é arma para mulheres se defenderem de assédio no transporte público, em Fortaleza.

Dispositivo Nina é arma para mulheres se defenderem de assédio no transporte público, em Fortaleza. (Guilherme Tampieri / Prefeitura de Fortaleza/Divulgação)

De acordo com a prefeitura de Fortaleza, o objetivo é combater a impunidade de quem assedia e o medo de quem precisa denunciar. Para Bianca Macedo, coordenadora do Programa de Combate ao Assédio, esta é também uma forma de ter provas do ocorrido.

Em um mês, duzentas denúncias

O sistema implantado há algumas semanas já recebeu mais de duzentas denúncias. Em uma delas, um vídeo mostrou a aproximação insistente de um homem junto a estudantes. Dos casos reportados, dezesseis já viraram inquéritos de “importunação sexual” – ato que em setembro do ano passado se tornou crime.