Abuso sexual: como uma simples xícara de chá pode ajudar a entender a importâcia do consentimento

O vídeo "Tea Consent" (Chá e Consentimento, na tradução literal), produzido pela blogueira Rockstar Dinosaur Pirate Princess em parceria com Blue Seat Studio, compara o direito de negar uma xícara de chá ao consentimento do ato sexual

O que o ato de servir uma xícara de chá pode ter a ver com abuso sexual? A comparacão, feita em forma de vídeo pela blogueira Rockstar Dinosaur Pirate Princess, em parceria com Blue Seat Studio, mostra um interessante raciocínio para que aqueles que não entendem a importância do consentimento no ato sexual, passem a pensar de outra forma. Afinal, quão absurdo seria você obrigar alguém a tomar um chá sem que ela queira? Ou, então, acordar a pessoa de manhã a obrigando a tomar mais uma xícara só porque ela quis na noite anterior? Ou ficar bravo com quem primeiramente disse que aceitaria uma xícara de chá mas logo depois, mais consciente, mudou de ideia? 

Não importa se trata-se de chá ou sexo. Consentimento é tudo.

E, principalmente no preocupante momento em que vivemos, de consternação absoluta pelo estupro coletivo sofrido pela jovem de 16 anos, no Rio de Janeiro, precisamos falar sobre abuso sexual, sobre a culura do estupro, sobre a violência contra a muher. 

Leia também: “Sangrando…” Por que o drama da garota estuprada no Rio de Janeiro é o drama de todas as mulheres brasileiras​

Assista aqui o vídeo com legenda em português: