Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

8 curiosidades improváveis sobre o filme “A Bela e a Fera”

O que muita gente não sabe é o conto-de-fadas surgiu na França, em meados de 1740, mas que acabou por se tornar mais conhecido no ano de 1756 – sim, a história existe há mais de 260 anos

Por Redação CLAUDIA
Atualizado em 12 abr 2024, 10h33 - Publicado em 13 Maio 2016, 15h30

É praticamente impossível nunca ter ouvido falar sobre uma das mais conhecidas animações da Disney: A Bela e a Fera (do original em inglês Beauty and the Beast) foi a primeira do estilo a ser indicada na categoria de melhor filme ao Oscar. Mas o que muita gente não sabe é o conto-de-fadas surgiu na França, em meados de 1740, mas que acabou por se tornar mais conhecido no ano de 1756 – sim, a história existe há mais de 260 anos – e foi readaptada inúmeras vezes em vários países europeus. E foi por esta – e outras tantas razões – que nós listamos 8 curiosidades improváveis sobre uma das histórias de amor mais mágicas e cativantes de todos os tempos: 

1. Recomeçar do zero

O longa, lançado em 1991, não se parece – nem de longe – com o projeto inicial que chegou nas mãos do supervisor de animação Glen Keane – responsável por dar vida à Fera. A abordagem clássica europeia do animador e desenhista Ricard Purdum foi incapaz, num primeiro momento, de colocar na ponta do lápis a magia da Disney. Foi então que o Walt Disney se reuniu com os artistas na Califórnia para explicar exatamente o que era necessário para criar a atmosfera lúdica típica de suas produções. E não demorou muito para que Richard recomeçasse tudo do zero, de novo. 

2. A cena que quase não existiu

A roteirista Brenda Chapman sempre foi apaixonada por filmes antigos que tinham no elenco o casal Spencer Tracy e Katharine Hepburn. E pode-se dizer que há muitos traços da atuação destes dois no longa A Bela e a Fera. Um dos exemplos em que essa semelhança é mais evidente está na cena em que a Bela cuida dos ferimentos da Fera, depois de um ataque de lobos – a maneira como este momento no filme se desenrola foi inspirado nas brigas de Katharine e Spencer. Howard Ashman, que assinou a produção executiva disse que quando Brenda foi mostrar a sequência para Jeffrey Katzenberg, o presidente da Disney nesta época, ele odiou. Mas depois de muita insistência do músico Howard Ashman, a cena acabou entrando. 

Divulgação
Divulgação ()

3. A idade de Bela

Pode parecer assustador ou polêmico, mas a Bela é, certamente, a princesa mais velha da Disney. E isso explica muito de sua postura na trama. Talvez a Ariel, do filme A Pequena Sereia seja a mais jovem, com apenas 16 anos de idade. 

Continua após a publicidade

4. A origem da Fera

Não é novidade que a criação da Fera foi resultado de uma junção de várias características de animais como búfalo, leão e até gorila. Mas para seu criador, o animador Glen Keane, a ideia original veio de uma visita ao zoológico londrino localizado no The Regent’s Park. Lá podia ser encontrada uma espécie de lobos que possuíam pernas traseiras capazes de  permiti-los andarem para frente e para trás. Mas a cabeça da Fera é originalmente feita segundo a de um búfalo, que chegou a ser comprada para que o desenho saísse mais realista. Glen chegou a pedir permissão para o zoológico para que entrasse na jaula com o gorila, mas o que obviamente não foi permitido – e ainda bem – porque em uma visita, quando ele se aproximou, o animal que era visivelmente mais triste do que os outros, jogou o próprio cocô pelas grades. 

Divulgação
Divulgação ()

5. O coração do monstro

Muitos atores foram selecionados para tentarem dar voz à Fera. Mas para que os testes ficassem mais imparciais, os diretores do elenco preferiram não deixar que Keane visse os participantes, apenas que ouvisse a voz de cada um. E advinha quem foi escolhido? O ator, diretor e cantor americano Robby Benson era o dono da voz mais assustadora, que apresentou desde o começo um desempenho impecável porque segundo o que dizem nos bastidores, “era capaz de transformar seu coração no da Fera”.

6. História inacreditável 

O produtor Don Hahn contou a história inacreditável de quando a atriz Angela Lansburry pegou um voo para Nova Iorque para dar início às gravações da canção Tale As Old As Time, com a Orquestra Filarmônica de Nova Iorque, que precisou fazer um pouso de emergência em Las Vegas porque estavam suspeitando da ameaça de bomba dentro do avião. Então, Don disse para Angela que ela poderia ficar hospedada em um quarto com o seu marido e voltar no dia seguinte. Mas a atriz não deu atenção ao pedido do produtor e pegou o próximo voo para Nova Iorque no mesmo dia. Quando a atriz saiu das portas do elevador e ainda encontrou a orquestra lá, gravou imediatamente a música de primeira de tão impecável que ficou o trabalho, que é a versão ouvida no filme. Neste dia, Angela demonstrou-se honrada pelo convite: “É tão estranho cantar com a Orquestra Filarmônica de Nova Iorque. Eu quase morri de nervoso!”

Continua após a publicidade

 

 

7. Um rebelde 

Pode-se dizer que a improvisação não é algo incentivado nos filmes de animação – com exceção de Robin Williams em Aladdin – mas David Ogden Stiers, que interpretou o relógio mordomo (Cogsworth) no longa tomou a liberdade de improvisar em todas as oportunidades que apareceram. O ator anotava todas as suas ideias surpreendentes para colocá-las em prática posteriormente, uma das mais famosas acabou se tornando a hora em que o personagem diz “Flores, chocolates, promete que não irá pegá-los?”

Divulgação
Divulgação ()

8. A história por trás do enfeite de bola amarela no vestido de Bela

Nós achamos que a escolha dos vestidos das princesas são tão minuciosamente feitas que parece mesmo que elas vão para o Oscar com aquele longo maravilhoso, mas estamos muito enganadas – pelo menos neste caso. O detalhe circular amarelo da peça que Bela veste foi decidido quando toda a equipe estava comendo pizza e bebendo cerveja. Não é muito difícil imaginar de onde veio a forma circular, não é mesmo?

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.