5 manutenções que seu carro precisa

Descubra o que e quando algumas peças do seu veículo precisam ser trocadas e garanta a segurança de toda a família

Participamos de um curso oferecido pela Dpaschoal de mecânica para mulheres e coletamos algumas informações que você precisa saber para manter a segurança do seu automóvel. 

Quando trocar os pneus?

Por lei, pneus com sulco de 1,6 mm já são considerados “carecas”. Checagens regulares ajudam a manter a segurança do veículo e evitam problemas como apreensão, situação irregular e gastos desnecessários com multas.

Sempre os mantenha calibrado. Essa prática evita o impacto entre o pneu e a roda. Descubra agora as vantagens de ter pneus em boas condições:

– Menor risco de estourar;

– Mais estabilidade em pistas molhadas;

– Menos sujeito à derrapagem;

– Mais segurança nas freadas.

Escolha o produto certo

– Reponha os pneus por outros de mesma medida, ou da medida opcional recomendada pelo fabricante do automóvel;

– Evite pneus de tamanhos ou construções diferente do mesmo veículo;

– Observe se o desenho da banda de rodagem é compatível com o tipo de solo utilizado (ex.: asfalto ou terra).

– Alguns pneus possuem indicadores de desgaste. É um sinal que, quando ele está gasto, aparece colorido e em alto relevo.

Quando balancear as rodas?

O balanceamento “equilibra” o conjunto roda/pneu, com a aplicação de pequenos contrapesos fixados na roda.

Faça-os sempre que:

– Trocar os pneus;

– A cada 10.000 km;

– Ao primeiro sinal de vibração que você sentir no carro;

– Quando sentir o veículo puxando para um dos lados;

– Falta de estabilidade.

Quando checar o freio?

A finalidade do sistema de freio é garantir a parada do veículo em condição normal ou emergencial. Também atua na imobilização do veículo quando está estacionado. Faça uma revisão a cada 5.000 km ou em um período de 1 ano.

Indícios de problemas no freio:

– Assovio quando o freio é acionado;

– Vazamento de fluídos* nos cilindros;

– Luzes internas de advertência acesas;

– Trepidação no volante quando acionado o freio;

– Veículo puxa para um dos lados quando acionado o freio.

* Por que trocar o fluido para freio?

Ele deve ser trocado com o tempo porque absorve água, causando a redução do ponto de ebulição e, consequentemente, a eficácia da frenagem.

Outra dica para mantê-los em ordem é nunca lavar o carro com ele quente. Isso pode empenar os freios e causar trepidação.

Como saber que a bateria está ruim?

A bateria é um elemento essencial para o armazenamento da energia necessária para o arranque do moto e o funcionamento das luzes e de outros equipamentos elétricos quando o veículo está desligado.

Mantenha sua bateria em ordem:

– Verifique se existe oxidação nos polos, ou seja, se apresenta algum líquido ferrugem dentro do capô;

– Certifique-se de que a bateria esteja bem fixada, examinando o suporte e os cabos;

– Compre uma bateria com o selo do Imetro. Esta é uma nova lei que prova a carga do aparelho.

Cheque quando:

– Na hora da partida, ela acende as luzes e depois apaga, obrigando você a repetir este procedimento;

– Quando tem água saindo e pingando da bateria.

Especialistas afirmam que se o carro passar mais de 20 dias parado, pode precisar de carga elétrica. Ou seja, procure ligar o veículo regularmente.

Quando trocar os filtros?

Todo veículo possui filtros de ar e óleo.

Ar

O ar que respiramos é repleto de impurezas. No interior do veículo essas substâncias chegam a atingir uma concentração até seis vezes maior que no ambiente externo, podendo ocasionar reações alérgicas, asma e dores de cabeça. Portanto, a troca periódica é indispensável à boa saúde dos passageiros.

Quando trocar?

– Os períodos de troca dos filtros constam no manual do proprietário. Siga essas recomendações;

– Retire a peça e veja se ela está suja por completo. Se estiver só em algumas regiões e em parte da cerda, tudo bem. Ele ainda está em condições de funcionamento;

– Se ele estiver deformado.

Óleo

Existem três tipos de óleo de motor: mineral, sintético e semissintético. A viscosidade dos óleos também varia. É dada pela Society of Automotive Engineers com a sigla SAE 20, 30, 40 e 50. Ou seja, verifique quais são as recomendações do seu fabricante antes de colocar qualquer produto.

Quando trocar?

– Respeite o prazo e as quantidades dadas pelo fabricante. Normalmente varia ente 10 a 20.000 km;

– O ideal é trocar o filtro quando for trocar o óleo, pois ele estará contaminado com os vestígios do fluido antigo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s