5 frases de Paulo Freire que farão você refletir sobre o dilema de educar

Conhecido como patrono da educação brasileira, o pernambucano é o terceiro teórico mais citado em trabalhos que contemplam a área de humanas, em nível mundial, pela sua obra "Pedagogia do Oprimido", de acordo com a ferramenta dedicada às produções acadêmicas, Google Scholar

Conhecido como patrono da educação brasileira, o pedagogo, educador e filósofo pernambucano Paulo Freire é o terceiro teórico mais citado em trabalhos que contemplam a área de humanas, em nível mundial, pela sua obra “Pedagogia do Oprimido”, lançada em 1968, de acordo com um levantamento realizado pela ferramenta dedicada integralmente às produções acadêmicas, Google Scholar, criada no ano de 2004. 

Conforme o ranking, Freire é mencionado 72 359 vezes, ficando atrás apenas do filósofo norte-americano Thomas Kuhn, citado 81 311 vezes e do sociólogo, também estadunidense, Everett Rogers, que alcançou significativas 72 780 citações. 

Além de ser o cidadão brasileiro mais homenageado mundo afora, detentor de 29 títulos de Doutor Honoris Causa por diversas universidades nacionais e internacionais – o pernambucano é reconhecido pela sua metodologia de alfabetização popular que leva o seu nome – o Método Paulo Freire.

Desenvolvido na década de 1960, este sistema foi aplicado com muito sucesso em 300 indivíduos de uma população carente cortadora de cana-de-açúcar da cidade de Angicos, no Rio Grande do Norte. Em apenas 45 dias, os trabalhadores já sabiam ler e escrever. 

Esta experiência, além de provar a eficácia de sua teoria de construir uma ponte entre o conhecimento acadêmico e o universo dos alunos permitindo, desta forma, que eles se apropriem do conhecimento; também foi responsável pela criação do Plano Nacional da Alfabetização, idealizado pelo governo de João Goulart, com o objetivo de formar educadores em massa; mas que foi abruptamente interrompido com o Golpe Militar. Paulo Freire também foi exilado do Brasil nesta mesma época por possuir uma ideologia considerada “perigosa demais” para o período.

Sua obra “Pedagogia do Oprimido” também representa o único brasileiro no ranking dos 100 livros mais pedidos em centros universitários que utilizam a língua inglesa como oficial. 

Confira abaixo 5 frases inspiradoras do educador que provam que aprender é um ato revolucionário:

1. “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.”

2. “Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor.”

3. “Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.”

4. “O educador se eterniza em cada ser que educa.”

5. “A educação é um ato de amor, por isso, um ato de coragem. Não pode temer o debate. A análise da realidade. Não pode fugir à discussão criadora, sob pena de ser uma farsa.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.