Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Tendência de moda: 5 peças com tecidos que bloqueiam o coronavírus

Marcas apostam em tecnologia e lançam coleções de roupas e máscara que inibem atividade viral do causador da Covid-19

Por Ana Carolina Pinheiro Atualizado em 9 dez 2020, 14h47 - Publicado em 9 dez 2020, 15h00

Mesmo diante de tantos questionamentos e medidas governamentais destrutivas em alguns países, a ciência colheu frutos de longos períodos de estudos e caminhou a passos largos durante a pandemia. Da informação à vacina, é com ela que a população tem recursos para enfrentar de alguma forma o coronavírus.

Assim como outros segmentos, a moda usou esses avanços para diminuir a transmissão de vírus, incluindo o SARS-CoV-2, que causa a Covid-19.

Por meio de nanotecnologia, um tipo de ciência que manipula os elementos em escala atômica e molecular, ou seja, parâmetros extremamente precisos e pequenos, tecidos com micropartículas de prata, por exemplo, podem bloquear o vírus em porcentagens consideráveis. Isso acontece por causa de uma condição química bactericida e antiviral.

Dois minutos é o tempo que a Poker, marca brasileira de materiais esportivos, promete para que suas peças com tecnologia têxtil Ag+Fresh bloqueiem a atividade viral do novo coronavírus em até 99,99%. Os resultados foram aprovados em testes laboratoriais realizados pelo CSH – Cold Spring Harbor Laboratory nos EUA. As opções, como camisetas, máscaras e bermudas, da linha antiviral, lançada em setembro, resistem a 40 lavagens ou durante dois anos.

Frêdi Cauduro, diretor comercial da marca, acredita em uma nova disposição de interesses do público. “A preocupação com a saúde é inerente a qualquer esportista, mas a partir das mudanças que vimos nesse ano, acreditamos que as pessoas buscarão, cada vez mais, produtos que cumpram também uma função de segurança além da sua própria performance”.

A Malwee é mais uma marca que desenvolveu produtos que inibem o novo coronavírus. A empresa têxtil suíça HeiQ foi a responsável pelos testes comprovando a eficácia. Com uma grade de tamanho que vai até XGG para algumas peças, a linha segue um estilo mais casual e comfy. O tempo que o tecido leva para destruir o vírus, segundo a marca, é de até 5 minutos. Já o número máximo de lavagem é de 30 ciclos.

A Live! também tem uma linha antiviral, em que 99,9% do Sars-CoV-2 e outros vírus e bactérias podem ser inativados em 1 minuto. O resultado foi atestado pelo Instituto de Biologia da UNICAMP e é garantido por até 50 lavagens.

Clássica do guarda-roupa, a calça jeans também ganhou uma versão antiviral pela Riachuelo. Disponível do 34 ao 46, a peça no modelo skinny, por exemplo, resiste a 30 lavagens. A empresa suíça HeiQ Viroblock by CHT também foi a responsável pela aprovação da coleção.

Continua após a publicidade

Vale lembrar que essas opções não substituem as medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais órgãos de saúde, como manter o distanciamento social, usar máscara, higienizar as mãos com frequência.

Confira algumas opções de itens com tecnologia antiviral:

anti covid
Arte/CLAUDIA

1- Calça Jeans Antiviral Skinny Cintura Alta – Denim Médio| Riachuelo | R$ 119,90 (compre aqui)

2 – Camisa Feminina térmica UV Antiviral | Poker | R$ 98,23 (compre aqui)

3 – Máscara antiviral | Live |R$ 24,90 (compre aqui)

4 – Blusa viroblock feminina rosa claro | Malwee | R$ 59,90 (compre aqui)

5 – Máscara multiesportiva com elastáno antiviral | Poker |R$ 20,90 (compre aqui)

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade