Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

John Galliano apela contra decisão do tribunal do trabalho francês

O estilista entrou com recurso após a justiça rejeitar suas alegações de demissão sem justa causa.

Por Melissa Vaz
Atualizado em 14 jan 2020, 20h10 - Publicado em 19 fev 2015, 16h18

John Galliano e seus advogados apelaram contra a decisão do tribunal do trabalho francês no caso de sua demissão da Dior e de sua grife homônima. A justiça rejeitou o argumento de que o estilista foi afastado sem justa causa e condenou o britânico a realizar um pagamento simbólico de 1 euro para ambas as marcas. As informações são do WWD.

A saída do estilista ocorreu em 2011 depois o vazamento do vídeo em que ele aparece fazendo comentários antissemitas. Após o afastamento, John Galliano entrou com uma ação pedindo 13 milhões de euros por danos morais – que foi negada nesta quinta-feira (19.02).

Durante uma audiência em novembro, o estilista – hoje à frente da Maison Margiela – declarou que seus chefes na Dior e na John Galliano sabiam de sua dependência por álcool e remédios. Por isso, a defesa argumenta que a demissão ocorreu sem justa causa já que teria sido baseada em uma condição médica pré-existente. Os advogados de acusação afirmam que não sabiam dos vícios de John Galliano.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.