Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Empresárias vendem joias para construir escola em Gana

As joias são criadas em uma região do Quênia

Por Elisa Duarte - Atualizado em 21 jan 2020, 17h20 - Publicado em 30 out 2015, 08h36

Moda para um mundo melhor é o lema das empresárias Catherine Mahugu e Ella Peinovich, fundadoras da marca de joias Soko. Além de dividir a cultura dos artesões africanos com consumidores do mundo todo, as duas tem um objetivo maior: a educação.

Em parceria com a Pop (Pencils Of Promise), a marca desenhou uma coleção de 9 peças para ajudar a instituição a construir uma escola em Gana.  As joias custam entre 30 e 70 dólares e  20% das vendas  é doado. A  PoP já construiu 319 escolas para mais de 33 mil alunos.

Divulgação
Divulgação

 

Publicidade