Consultor de ‘Esquadrão da Moda’ dá dicas sobre o que vestir

Arlindo Grund estreia novo programa, 'A Roupa Ideal', em que dará conselhos sobre moda com base na personalidade dos participantes

O apresentador, consultor de moda e stylist Arlindo Grund, 43 anos, conduz o Esquadrão da Moda”programa do SBT que tem como foco repaginar o visual de seus participantes. Além disso, escreveu o livro “Armadilhas da Moda”, onde ele dá dicas e macetes para se vestir bem. Agora, vai apresentar, a partir de abril, o “A Roupa Ideal”, que estreia em abril.

Em entrevista a CLAUDIA, Arlindo conta que haverá um enfoque parecido com o outro programa, porém mais direcionado à personalidade dos participantes. “Eu quero focar no jeito e na essência das pessoas. Quero que elas se transformem de modo que exalte a autoestima delas, quebrando paradigmas e barreiras”, diz.

Aproveitando o clima de programa novo, colhemos com o stylist algumas dicas essenciais:

CLAUDIA: O rosa é para todo mundo?
Arlindo: 
Amo rosa! O rosa é a cor do ano, do século. Gosto do pink ao rosa em tons pastel. Além disso, temos que quebrar aquela ideia de que o homem não pode usar rosa, né? Já passou essa fase, fica lindo em qualquer corpo, com qualquer gênero.

CLAUDIA: Sexy sem ser vulgar. É possível?
Arlindo: 
Estamos em uma era de empoderamento feminino, a ideia de que mulher pode o que quiser. Acho lindo! Porém também tem que tomar cuidado com a exposição.

CLAUDIA: Tomara-que-caia não fica bom em ninguém?
Arlindo: 
O tomara-que-caia é ótimo, mas é preciso ver como é sua silhueta. Toda mulher pode e deve usar a peça, mas de modo que valorize o colo dos seios. Usar um tomara-que-caia que aperte o colo não cria uma boa aparência, fica a impressão de que você está usando uma peça menor que o seu tamanho natural. Sabendo escolher número e modelo certos que combinem com o tamanho do colo, fica perfeito. Não escolher um tamanho maior é bom, também, tomara-que-caia não deve cair (risos).

CLAUDIA: De biquíni ou de maiô?
Arlindo: 
Esse verão bombou muito, surgiram muitas peças legais de biquíni. Principalmente para as mulheres gordas, a hot pant cai superbem!

CLAUDIA: Estampas, é verdade que mulheres gordas não podem usar listras horizontais ou bolinhas?
Arlindo: 
Se souber combinar direitinho, a estampa fica boa em qualquer tipo de corpo. Basta escolher qual peça valoriza sua silhueta. Quer usar uma saia com listra horizontal sendo alta? Pode! Basta combinar com criatividade na parte de cima. É tudo uma questão de saber montar seu look. Assim como nem sempre saia estampada fica feio em mulheres baixas… esses estereótipos caem por terra quando usamos a criatividade.

CLAUDIA: Amarelo é a única cor que combina com mulheres negras?
Arlindo: 
O tom da pele negra é mágico, pois combina com todos os tipos de cores. Mas não vou negar: o amarelo e a pele negra são um casamento perfeito.

CLAUDIA: O cropped serve para todos os tipos de corpos?
Arlindo: 
É como eu disse anteriormente. Você precisa enxergar o que valoriza seu corpo. Mulheres gordas, por exemplo, podem e devem usar cropped, com uma calça ou saia de cintura alta fica maravilhoso!

CLAUDIA: Misturar estampas: pode?
Arlindo: 
Amo misturar estampas, inclusive abusei no look de hoje (risos). Amo cor, amo desenhos, amo detalhes. Eu sou um grande fã de estampas.

CLAUDIA: Preto é a única cor que valoriza a silhueta?
Arlindo: Pasme: não! Dependendo da peça e do tipo de corpo, nem sempre o preto valoriza a silhueta. Isso pode acontecer com qualquer peça de qualquer tom: se você conhece sua silhueta, vai saber quais são.

CLAUDIA: Brinco grande com colar grande: pode?
Arlindo: 
Isso está super na moda, principalmente na cultura afro. Os brincos de madeiras, coloridos e com desenhos são lindos! Argola também está permitido.

CLAUDIA: Look 100% jeans: tem limite?
Arlindo: 
Jeans com jeans não tem limites, se você souber combinar os tons. Usar todas as peças no mesmo tom não fica bom (risos), porém usar uma camisa jeans clara com uma calça jeans escura combina e fica super elegante.

“A Roupa Ideal” será transmitido no Canal Sony e terá 13 episódios produzidos em parceria com a Santa Rita Filmes.