Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

As cores da estilista Agatha Ruiz de la Prada: “Acho preto muito sem graça”

Entusiasta de um estilo supercolorido, a estilista espanhola reproduz a preferência nas criações de sua label.

Por Júlia Tibério Atualizado em 21 jan 2020, 18h43 - Publicado em 19 set 2015, 13h00

Como chegou a esse DNA exuberante e cheio de tons?
Cresci em Madri, na casa mais moderna da cidade, graças ao meu pai, que é arquiteto vanguardista e colecionador de arte contemporânea. As cores sempre estiveram na minha vida. Cheguei a pensar em ser pintora.

Como é trabalhar com produtos licenciados?
Foi uma ideia da El Corte Inglés (a maior rede de lojas de departamentos da Espanha), que sugeriu que eu levasse minhas estampas para além das roupas. Assim surgiram sapatos, joias, lingerie, artigos de papelaria. Às vezes, tenho mais de 40 produtos diferentes à venda. Tudo sai do meu escritório. Assim mantenho a qualidade e a identidade.

Por que usar tantas cores?
Acho o preto sem graça. Quanto mais tons, melhor. Mas sou desapegada. Só pego as roupas que desenho pós-liquidação.
 

Publicidade