Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“Ser mãe me mudou para melhor”, diz Laura Pausini a CLAUDIA

Celebrando os 20 anos de carreira, Laura Pausini fala a CLAUDIA sobre maternidade e a turnê que passará pelo Brasil em setembro

Por Aline Gomiero Atualizado em 27 out 2016, 19h34 - Publicado em 19 jul 2016, 14h51

A cantora italiana Laura Pausini, que celebra 20 anos de carreira, prepara-se para uma passagem pelo Brasil durante a turnê mundial Simili us and latam, em setembro. Serão três shows – dois em São Paulo e um no Rio de Janeiro –, no país que considera como um lar. “Me sinto em casa”, elogia.

A CLAUDIA, falou sobre a inspiração de seu novo disco e sua experiência com a maternidade. Confira o nosso bate-papo:

O que mudou na sua vida com com a maternidade? Você se considera uma mãe superprotetora?

Laura: Ser mãe me mudou para melhor, estou sempre feliz.  É claro, quero o melhor para ela e tento protegê-la, mas não sou obcecada. Meu namorado é meu produtor e guitarrista em meus shows. Vivemos juntos por 11 anos e a pequena fica ao nosso lado desde que nasceu. Também conto com a ajuda dos meus pais para conseguirmos nos organizar bem. Tenho sorte, pois ela não só pode viajar comigo, como adora. A chegada de minha pequena Paola foi o maior presente que Deus me deu. 

Em Simili, a canção é A Lei Che Devo L’Amore conta com participação especial da sua filha. Qual foi a sua inspiração? Apesar desta faixa, Simili é seu primeiro trabalho não autobiográfico. Por que essa mudança? 

Durante meus shows, será possível perceber a ligação da minha vida com a minha família. Vamos apresentar a nossa filha Paola e será muito emocionante. Já canto há 23 anos e senti o desejo de contar sobre as coisas que as pessoas que me seguem me escrevem, principalmente na internet, pois já existe muito de mim em minhas músicas. Foi interessante.

Continua após a publicidade

Como você lida com as críticas ao seu trabalho? 

No início da carreira, me preocupava com uma série de críticas, agora até esqueço de ler. Acho que cada um tem o seu gosto musical e seu julgamento. Decidi fazer a música que gosto e acredito que a vida é bela, justamente, por existirem opiniões diferentes.

Além da turnê aqui no Brasil, quais são os próximos planos de trabalho? 

A turnê é muito longa! Comecei na Itália na primeira semana de junho e terminará apenas na Alemanha, em outubro. Enquanto isso, estou gravando STRIPE um programa de TV em Miami para Univision. E os fãs podem se preparar para uma surpresa ainda este ano!

Continua após a publicidade
Publicidade