Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Sasha Meneghel: “acham que sou metida por não querer aparecer”

No último dia do SPFW, Sasha Meneghel brilha na passarela da Coca-Cola Jeans e bate papo com ESTILO.

Por Marina Pedroso Atualizado em 21 jan 2020, 03h00 - Publicado em 28 out 2016, 21h03

Sasha Meneghel causou furor ao cruzar a passarela da Coca-Cola Jeans no desfile de encerramento do São Paulo Fashion Week, nesta sexta-feira, 28. Com apenas 18 anos e iniciando a graduação de moda na Parsons School, em Nova York, onde reside atualmente, sua carreira parece estar começando com o pé direito. Isso porque em fevereiro ela lança sua primeira coleção cápsula assinada em parceria com a marca.

Pouco antes da entrada na passarela, Sasha bateu um rápido bate-papo com ESTILO. Confira abaixo:

Você é uma pessoa muito reservada. Por que resolveu entrar nessa fase que exige mais exposição?

Não podia deixar a oportunidade passar. É o que eu quero fazer, quero trabalhar no mundo da moda. Tinha que rolar uma hora ou outra. Estou muito feliz!

E como nasceu a parceria?
Eu fui dar um beijo na Bruna Marquezine quando ela desfilou pela Coca na última edição e conheci o pessoal da marca. Sempre gostei deles, são muito verdadeiros e buscam manter o mesmo DNA. Acho isso muito legal.

Você mesma escolheu seu look de hoje?
A Coca Cola me levou várias opções, mas fiz questão de eu mesma escolher. Super dou pitaco porque tenho noção do que vai cair legal no meu corpo e do que não vai. Eu sei que não tenho aquela cinturinha fininha, não sou modelo. Então é muito importante se conhecer e brincar em volta disso.

Continua após a publicidade

Como está sendo morar sozinha em Nova York?
Graças a Deus, conheço muita gente porque minha mãe já trabalhou lá, então tenho muitos amigos. Já fui muito à cidade com ela, então também não é um lugar que não conheço, o que também facilita. Estou morando com uma amiga que cresceu comigo, é praticamente da família. Quanto à organização, na verdade, sou bem bagunceira. Deixo tudo em qualquer lugar e muitas vezes tenho que me policiar. Mas juro que estou aprendendo! (Risos)

E você sente saudade da Xuxa?
Sinto muita, demais! Sou muito grudada. Falo por Skype com ela todo dia. Estava acostumada a chegar em casa e abraçar toda hora, sentir o cheiro dela. Às vezes até dormia com ela. Então é bem difícil.

Ela teve alguma influência no seu interesse por moda?
Desde os 6 anos de idade eu brincava com os saltos, a maquiagem e as perucas da minha mãe. Sempre gostei muito desse mundo. Então sempre fui ligada por causa do trabalho da minha mãe.

O que atrapalha e o que ajuda em ser filha da Xuxa?
Meus melhores amigos já me disseram que eu parecia ser metida e ter nariz empinado pelo fato de não querer aparecer, então essa seria a parte ruim. Mas sendo filha da Xuxa tenho muitos contatos. Se não fosse por ela, nunca teria oportunidade de ir a backstages, entrar nesse mundo que gosto tanto. Me abriu muitas portas. Ela é uma mãe incrível, é exatamente o que parece ser na TV. É muito tranquila, muito amiga e tudo que sou devo a ela.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade