Rafa Brites denuncia que sua irmã foi agredida por apoiador do Bolsonaro

A apresentadora pediu o fim da onda de violência que assola o país

A apresentadora do SuperStar, da TV Globo, Rafa Brites usou as redes sociais para denunciar um caso de violência sofrido por sua irmã, Gabriela Brites, no domingo de eleição (28), próximo ao local de votação dela, em São Paulo. Como se não bastasse a violência física, o agressor teria ameaçado ainda “acabar com todos os veados (sic) e pretos”.

Pelo Instagram, Rafa contou que sua irmã foi agredida com um tapa no rosto por um apoiador de Jair Bolsonaro (PSL), eleito Presidente da República. “Só para esclarecer, este print que vocês acabaram de ver não foi com a prima da vizinha. Não, não. Foi com a minha irmã. A minha irmã apanhou ontem, em São Paulo. E ela apanhou, porque um cara de família, que inclusive estava com a família, passou e falou isso: ‘Bolsonaro 17, vamos acabar com todos os veados (sic) e todos os pretos’. Foi isso que minha irmã ouviu antes de apanhar”, contou em vídeo.

Assim que soube da agressão, a apresentadora, que declarou voto crítico a Fernando Haddad (PT) no segundo turno, fez um pedido para que as pessoas se mobilizem pelo fim da onda de ódio que o Brasil vive. “A gente precisa colocar fim nessa onda de ódio. A gente precisa defender essas pessoas que estão sofrendo agressões. Este não é o caminho, não é assim que o Brasil vai acabar com a corrupção, com falta de escolas, hospitais, vocês acham? Então, se você não concorda com nada disso, está na hora de se mexer para defender essas pessoas, porque elas estão sofrendo muito”.

 

Diversos casos de agressões por motivação política foram registrados desde o resultado do primeiro turno, denúncias de violências que envolvem ferimentos por balas de revólver, barras de ferro e facas ecoaram nas redes sociais. Em outubro, o assassinato do Mestre Moa do Katendê, em Salvador, por um apoiador do Bolsonaro, repercutiu na imprensa estrangeira. Rafa Brites disse ainda que as falas do Presidente eleito incitam mais violência contra as pessoas. “…O discurso de Jair Bolsonaro fez com que pessoas que são ruins, homofóbicas, racistas, preconceituosas, saíssem por aí fazendo o que bem entendem, e eu não vou deixar!”