Quem foi Zombie Boy, icônico modelo tatuado que faleceu aos 32 anos

Conhecido pelo clipe de "Born This Way", da Lady Gaga, ele era recordista mundial em tatuagens de ossos e insetos.

O modelo Zombie Boy – nome artístico de Rick Genest – foi encontrado morto em seu apartamento na cidade de Montreal, no Canadá, nessa quarta-feira (1). Ele tinha 32 anos e, segundo a Radio-Canada, a polícia diz que tudo leva a crer que Rick cometeu suicídio. 

Zombie Boy era canadense e trabalhava como modelo. Ele ganhou notoriedade por conta do visual tatuado e tornou-se ainda mais conhecido depois de aparecer no clipe de “Born This Way”, da Lady Gaga.

Seguindo uma linha totalmente dark, ele tinha 90% do corpo tatuado era recordista mundial em número de tatuagens de insetos e de ossos humanos. São 176 e 139 respectivamente. Segundo o próprio, ele gastou pelo menos 20 mil dólares em tatuagens e pretendia tatuar 100% da pele.

O mais impressionante é que Rick se dedicou a parecer um esqueleto, com tatuagens realistas da ossada humana. O canadense tornou-se referência dentre os profissionais e fãs de tatuagem por conta disso. “Ele vai desafiar a sua sensibilidade a respeito do que você acredita ser belo”, diz a biografia de seu site oficial

Nascido em Châteauguay, cidadezinha da região metropolitana de Montreal, ele fez sua primeira tatuagem aos 16 anos. O desenho escolhido foi um Jolly Roger – aquela caveira com dois ossos, que é um típico símbolo dos piratas – feito no ombro esquerdo.

No cinema e na TV, chegou a fazer participações em filmes e programas, mas nunca dedicou-se muito a essa área. Aos 20 e poucos anos, ele trabalhava com performance em espetáculos de freak show em Montreal.

Foi como modelo que Zombie Boy fez carreira e ele desfilou para grandes grifes. Sua estreia nas passarelas internacionais aconteceu em plena Semana de Moda de Paris, em 2011. Ele nunca havia sequer saído do Canadá e foi chamado para um ensaio do icônico estilista Thierry Mugler, depois disso, desfilou pela mesma marca na capital francesa.

Isso tudo aconteceu em 2011, mesmo ano em que estrelou o clipe de Lady Gaga, trabalho pelo qual será sempre lembrado. Assista ao vídeo: