Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Príncipe Harry tem dois ótimos motivos para esnobar Donald Trump

O presidente dos EUA, que está visitando a Inglaterra, foi desprezado por Príncipe Harry - afinal, Trump já ofendeu Meghan Markle e a Princesa Diana.

Por Da redação - Atualizado em 15 jan 2020, 16h35 - Publicado em 4 jun 2019, 12h41

As visitas oficiais de presidentes à Inglaterra são excelentes ocasiões para vermos a realeza em roupas de gala, e os poderosos confraternizando. Mas na passagem de Donald Trump pela Inglaterra, não veremos o presidente dos EUA confraternizando com a ala jovem e famosa da Família Real. O jantar de gala oferecido para a família Trump foi na noite de segunda-feira (3), e o que vimos foi Kate Middleton e o príncipe William passando bem longe dele. Mais cedo, o príncipe Harry esteve em uma recepção no Palácio de Buckingham, mas estava de cara fechada e foi embora rapidinho. Também não posou para fotos com o presidente dos EUA.

Principe Harry e Ivanka Trump
O Príncipe Harry conversou brevemente com a filha de Trump, Ivanka, mas quando viu que a visita estava sendo fotografada e filmada, foi embora. Tolga Akmen - WPA Pool/Getty Images

Ele tem pelo menos dois bons motivos para não querer conversa com Trump. Em uma entrevista para a CNN antes de viajar para a Inglaterra, Trump foi informado que Meghan Markle não iria aos eventos oficiais, pois está em licença-maternidade. O repórter relembrou que ela havia dito que, se Trump fosse eleito, ela se mudaria para o Canadá. E ele então, disse que não sabia que ela era “nasty”, uma palavra em inglês bem ofensiva, que pode ser traduzida como “desagradável”, “suja” ou “nojenta”.

Depois ele tentou negar – afinal de contas, não pega bem chamar a Duquesa de Sussex de “nojenta”, ainda mais dias antes de embarcar para a Inglaterra. Mas a declaração dele foi gravada, e aí não dá para negar.

Como se não bastasse isso, Trump tentou conquistar a princesa Diana – mãe de Harry – quando ela se separou do príncipe Charles. De acordo com relatos da época, o então empresário praticamente a perseguia, mandando buquês de flores gigantescos e fazendo investidas que davam até gastura em Diana.

Depois que Lady Di morreu, em um acidente de carro em Paris, Trump declarou que gostaria de ter ~cortejado~ Diana, e, em uma entrevista para o radialista Howard Stern, disse que poderia ter dado uns malhos nela.

Vê-se que Harry tem bons motivos para fugir de Trump enquanto ele visita a Inglaterra.

Que horror!

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade