Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Primeiro jogo da discórdia do BBB18 rendeu festival de climão

Brothers precisaram escolher o mais inútil, o mais sem-noção e a pessoa com quem eles não gostariam de ficar.

Por Fábio Garcia - Atualizado em 17 jan 2020, 09h42 - Publicado em 29 jan 2018, 22h00

Segunda-feira é dia de colocar fogo no parquinho no ‘Big Brother Brasil‘. Tiago Leifert entrou ao vivo no programa para anunciar um pequeno joguinho com os participantes, pra causar a já esperada discórdia que tanto anima o público. E, como era de se esperar, deu ruim.

Cada brother precisou sortear uma concha que estava num aquário, e cada uma dela continha uma ordem envolvendo outro participante. Viegas, o primeiro a brincar, sorteou um papel falando que ele deveria fazer um cafuné no brother mais jogador, então ele escolheu Jéssica. E assim a brincadeira seguiu.

Claro que viria praticamente um open bar de climão: Mara precisou abraçar seu atua-desafeto Mahmoud, Ana Clara apertou a mão de Kaysar por considerá-lo o mais falso e Jéssica aplaudiu Ana Paula por classificá-la como metida. No meio dos rolês Nayara acabou sendo escolhida como inútil e Breno contou que Mara é a pessoa com quem ele não ficaria lá dentro.

Jaqueline foi a vencedora da brincadeira porque sorteou o papel ordenando ela dançar uma valsa com a pessoa mais egoísta da casa (que no caso foi Caruso, que também saiu no lucro). Segundo as regras estipuladas pelo apresentador antes, quem pegasse esse papel ganharia uma pizza e ainda poderiam pegar alguém para acompanhar. Patrícia foi a escolhida para tirar a barriga da miséria com a iguaria italiana.

Continua após a publicidade
Publicidade