Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Por que Johnny Depp perdeu (boa) parte de sua fortuna?

Um dos atores mais bem pagos de Hollywood acusa empresários de terem sumido com US$ 650 milhões arrecadados ao longo dos anos

Por Da Redação - 11 Maio 2017, 14h54

A situação financeira do ator Johnny Depp, 53 anos, vai nada bem. O artista briga na justiça com a empresa The Management Group (TMG) – que cuidava de sua vida artística e financeira – para saber o que aconteceu com seus US$ 650 milhões arrecadados ao longo dos anos.

A batalha envolve uma ação judicial de US$ 25 milhões do astro contra seus ex-empresários Joel e Robert Mandel, segundo a revista People. O artista alega que houve fraude e negligência no gerenciamento de sua fortuna.

Leia mais: 10 direitos trabalhistas que você precisa conhecer

De acordo com o The Hollywood Report, o empresário Joel Mandel afirma que, embora Depp tenha faturado mais de US$ 650 milhões ao longo dos 13 anos em que ele foi representado pela TMG, a companhia avisou, em 2016, que ele não teria mais fluxo financeiro para arcar suas despesas mensais que chegavam a US$ 2 milhões nos próximos anos.

Depp é conhecido por ser muito impulsivo ao gastar seu dinheiro, mesmo sendo um dos dos atores mais bem pagos de Hollywood graças à franquia Piratas do Caribe – que lhe rendeu salários na casa dos US$ 20 milhões, em A Maldição do Pérola Negra, e aproximadamente US$ 40 milhões vindo da porcentagem da venda dos ingressos de cada filme da saga.

Continua após a publicidade

Leia mais: As mulheres avançaram rumo à igualdade, mas há muito a conquistar

Em levantamento feito pelo The Hollywood Report, nos último anos o ator comprou três quadros da artista Leonor Fini para a atriz e sua namorada Amber Heard (dois deles avaliados em US$ 320 mil e um em US$ 245 mil). Depp também gastou US$ 3,6 milhões com o salário anual de 40 pessoas que trabalhavam diretamente para ele.

Além disso, o ator tem um iate que custava US$ 350 mil, por mês, em despesas de manutenção e também mantém 14 mansões espalhadas pelo mundo que são avaliadas entre US$ 50 e US$ 60 milh��es- e que ele investiu US$ 75 milhões nos últimos anos em reformas.

Leia mais: Will Smith fala sobre racismo em Hollywood: “Convivo com o preconceito constantemente”

A notícia sobre a situação de Depp chama a atenção da imprensa – e dos estúdios Disney – pela aproximação da estreia do novo filme do ator, Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar, previsto para ser lançado em 24 de maio, no Brasil. Como Depp não emplaca um filme de sucesso desde 2014, a esperança era que com o retorno dos filmes da franquia, o ator também voltasse a lançar filmes rentáveis para seus cofres.

Continua após a publicidade
Publicidade