Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Paula faz comentário desagradável no BBB19 e recebe aula sobre homofobia

Paula falou o que pensa sobre casais homossexuais trocando carinhos em público, mas precisou ouvir também.

Por Fábio Garcia Atualizado em 15 jan 2020, 22h40 - Publicado em 10 mar 2019, 09h39

A Paula do BBB19 é nossa velha conhecida em matérias sobre comentários meio contraditórios, muitas vezes preconceituosos mesmo, mas ela sempre os faz para Hariany, sem receber qualquer tipo de contraponto ao pensamento. Não foi o que aconteceu no vídeo que está repercutindo na internet, pois nele temos Paula generalizando a questão de homossexuais “se pegando” na rua e recebendo uma senhora aula dos seus colegas de confinamento.

Durante um papo na cozinha, a sister desandou a falar sobre pessoas de mesmo sexo se beijando na rua, supostamente com o intuito de chocar. “Porque tem uns gays que eles ficam querendo provocar o público. Começa a se beijar, se jogar, eu já vi isso, eu acho muito exagero, muito estranho. Coisa que nem gente que é homem e mulher faz.”, disparou.

Antes que pudesse terminar seu raciocínio, Gabriela (que é homossexual) perguntou que frase era aquela, e se ela tinha presenciado uma cena assim. “Coisas que homem e mulher faz em público eles fazem o dobro, pra poder se autoafirmar na sociedade”, explicou Paula. Gabriela ficou visivelmente inconformada, então Alan intercedeu na conversa, dizendo que eles estavam em seu direito, e que casais héteros também cometem exageros.

Após respirar um pouco, Gabriela falou um pouco sobre a homofobia e o medo que pessoas de mesmo sexo têm de demonstrar carinho publicamente por medo de reações de pessoas que “acham estranho”, assim como Paula. “Eu ter que soltar a mão da minha namorada com medo de apanhar, isso você nunca vai ter“, apontou Gabriela.

O que se seguiu foi uma conversa muito franca, mostrando os receios dos homossexuais e questionando o que se passa na cabeça dos homofóbicos. O vídeo pode ser visto abaixo:

Continua após a publicidade

Infelizmente, muitas pessoas no nosso país pensam como a Paula. Qualquer demonstração de carinho entre pessoas de mesmo sexo são consideradas “afrontas” à sociedade, e não apenas demonstrações de carinho. Não é incomum vermos casais heterossexuais cometendo excessos nas ruas, mas são as pequenas demonstrações feitas por homossexuais que “chocam”.

E, como a Gabriela lembrou, esse tipo de coisa atrai olhares feios e muitas vezes violência gratuita. O importante é se debater sobre esse tipo de assunto, e ensinar que um casal de mesmo sexo andando de mãos dadas na rua tem tanto direito quanto um casal heterossexual fazendo a mesma coisa.

Continua após a publicidade
Publicidade