CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Olimpíadas 2016: a porta-bandeira eleita pelos brasileiros é mulher e nordestina

Bronze nos Jogos de 2012, Yane Marques venceu votação popular na internet para escolher a representante destas Olimpíadas.

Por Giovana Feix Atualizado em 21 jan 2020, 07h01 - Publicado em 1 ago 2016, 07h55

Os Jogos Olímpicos de 2016 representam muitos marcos para o Brasil: é a primeira edição que sediamos, a primeira vez que participamos de algumas das modalidades da competição e também a vez em que quebramos o recorde de participação feminina! <3  

Dito isso, nada mais justo que fosse uma mulher a eleita para carregar a bandeira nacional na abertura dos Jogos, esta sexta-feira (05). Seu nome é Yane Marques, e ela ganhou o bronze na modalidade do pentatlo moderno em 2012, em Londres.

A escolha da representante que carregará a bandeira no Maracanã lotado veio de uma pesquisa realizada na internet, com resultado divulgado ontem (31) – inclusive para a própria Yane. “Estou transbordando aqui alegria! Não sabia de nada até pouco tempo atrás. Estou muito contente e quero aproveitar cada segundo”, afirmou em entrevista no programa Fantástico.

Yane é pernambucana e compete em uma modalidade pouco conhecida pelos brasileiros. O pentatlo moderno consiste na junção de cinco práticas distintas: natação, atletismo, hipismo, esgrima e tiro esportivo. Além do bronze nas últimas Olimpíadas, de 2007 para cá também ganhou dois ouros e uma prata em Jogos Panamericanos.

Após 16 anos, o Brasil terá a segunda representante carregando a bandeira pelo país: antes dela, Sandra Pires, atleta do vôlei feminino, foi a primeira mulher porta-bandeira, em 2000. E o melhor de tudo: a escolha é popular!

Continua após a publicidade
Publicidade