Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

O adeus do Rei a Lady Laura

Morte da mãe abala Roberto Carlos, que recebe mensagens de conforto de fãs e amigos

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 21 jan 2020, 01h26 - Publicado em 19 abr 2010, 21h00
O adeus do Rei a Lady Laura

Laura Moreira Braga, a Lady Laura, era uma amiga inseparável de Roberto Carlos
Foto: Cleomir Tavares / Reprodução

Enterrar a mãe no dia de seu aniversário. Esse foi o drama enfrentado por Roberto Carlos. Lady Laura faleceu aos 96 anos, às 18h20m do sábado 17/04, de insuficiência respiratória aguda, seguida de duas paradas cardíacas. Ela estava internada desde dia 31 de março. Roberto estava em Nova York, se apresentando no Radio City Music Hall, pelas comemorações de seus 50 anos de carreira.

O cantor foi avisado do falecimento antes do bis (que não foi feito) e chorou muito. Quarenta minutos depois, o cantor seguiu para o aeroporto, mas, por problemas técnicos, o avião fretado só deixou os EUA na manhã do domingo 18.

O sepultamento aconteceu no Cemitério da Saudade, em Sulacap, no Rio de Janeiro, por volta das 10 horas do dia 19. Roberto chorou muito e cantou Lady Laura, a música que compôs em sua homenagem, bem baixinho ao lado do caixão. 

Continua após a publicidade
O adeus do Rei a Lady Laura

Lady Laura coroa o filho como Rei da Jovem Guarda, em 1966 e em seu apartamento no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução

Abalado com a perda, Roberto tem recebido mensagens de apoio de famosos e fãs. A cantora Wanderléia, grande amiga de Roberto, afirmou que Laura era uma mulher muito carinhosa com o filho. “Toda essa amorosidade que o Roberto tem é herdada dela. Quando eu ia no apartamento deles no rio, na época da Jovem guarda, me encantava com o jeito dos dois. Roberto sentava no colo da mãe como se ele fosse o seu eterno menino.”

A cantora Rosemary também deixou uma mensagem de conforto a Roberto: “Dona Laura está presente em minha memória afetiva. Dava para ver que formavam uma família unida e com muito amor. Acho que Dona Laura era a alma gêmea de Roberto. Sei que o tempo é o senhor da razão, só ele para amenizar as feridas. Mas o meu amigo sentirá muito a falta dela, que foi e sempre será a sua grande platéia.” 

 

Publicidade