Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

“Nunca usei minha vida pessoal para me promover”, diz Débora Falabella na GLOSS

Edição de novembro da revista também traz reportagens com Rodrigo Santoro e Anne Hathaway

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 17 jan 2020, 10h13 - Publicado em 10 nov 2011, 21h00

Débora Falabella posa com look colorido para a GLOSS
Foto: Reprodução/GLOSS

Com um look bem colorido, Débora Falabella estampa a capa da edição de novembro da GLOSS. A estrela de ‘A Mulher Invisível’ contou que gosta de encarar esse tipo de ensaio como uma “atuação”: “Quanto mais montada eu estiver, mais consigo me soltar”.

Reservadíssima, a atriz comentou apenas rapidamente sobre o fim de sua relação de 5 anos com o VJ Chuck, da MTV.  “Ele não se separou da filha. Nina continua se sentindo completamente segura da presença e do amor do pai dela”, disse Débora antes de desconversar.

Aliás, a atriz ficou muito incomodada quando começou a aparecer em sites de fofoca após a separação. “Nunca usei a vida pessoal para me promover”, argumentou. “Não convidei a imprensa para o meu casamento, não expus a minha gravidez nas revistas… É muito chato ser invadida, mas, depois que invadem, está feito”, disse resignada.
 

"Nunca usei minha vida pessoal para me promover", diz Débora Falabella na GLOSS

Rodrigo Santoro desmentiu um possível affair com Jennifer Lopez
Foto: Reprodução/GLOSS

O belo e a bela
Em uma conversa sincera com a revista, o galã Rodrigo Santoro revelou que está solteiro e negou os boatos que rolaram em Hollywood de que ele teria se envolvido com a estrela Jennifer Lopez. “Não passou de trabalho”, garante.

O ator até reclamou, de leve, da dificuldade em conseguir uma parceira: “O problema é que hoje em dia ninguém está a fim de nada!”. Alguém se habilita a fazer o bonitão mudar de ideia?

Outra celebridade que embeleza a edição de novembro da GLOSS é Anne Hathaway. Após sofrer criticas por sua apresentação do Oscar 2011, a atriz americana deu a volta por cima e estrela o elogiado drama ‘Um dia’.

“Disseram que foi o pior Oscar de todos os tempos, mas teve gente que veio até mim e disse: ‘Foi fantástico'”, relata ela. “Sou grata a essas pessoas. Ter pisado naquele palco já valeu”, comemora Anne.

Continua após a publicidade
Publicidade