Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Miguel Falabella: o dono da história

O autor de Negócio da China, admite que Grazi Massafera superou suas expectativas como a protagonista Lívia, e afirma que não se importa com baixa audiência

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 11h31 - Publicado em 5 nov 2008, 21h00

Miguel Falabella: o dono da história
Foto: Silvana Garzaro

Era para ser Flávia Alessandra, mas, diante da recusa da atriz, Miguel Falabella pensou na apresentadora Angélica para ser a protagonista feminina de Negócio da China. Mas a estrela de Grazi Massafera brilhou mais forte e coube a ela a missão de ser a heroína do horário das 6. Para viver Lívia, a loira disputou o papel com Juliana Didone, Guilhermina Guinle e Juliana Barone, esta, amiga pessoal do autor. “Grazi brilhou nas cenas do primeiro capítulo. Como adolescente, esteve primorosa. Digo isso como diretor, como homem de espetáculos que sou. Além de tudo isso, ela enfeita a minha novela. Ela está acima das minhas expectativas”, afirmou Miguel Falabella.

Como a Grazi reagiu ao ter de regravar algumas cenas?
Grazi é uma mulher aberta. Não liga se o diretor pede que refaça a cena, ela vai lá e faz sem problemas. O problema do Brasil é que todo mundo acha que é a Juliette Binoche, que pode gravar a cena de qualquer jeito e todo mundo vai achar bonito. Grazi sabe que tem uma estrada. Sabe tudo que vai apanhar. Já falei para ela: meu amor, o segredo não é bater, é saber apanhar. Eu já regravei tantas cenas na minha vida… Ela regravou o teste, inclusive. Porque ela fez lindamente no teste, porque senão não teria aprovado, e, quando gravou, não foi tão bem quanto no teste.

Durante a escalação você não pensou nela para protagonista.
A Grazi sabia que não era a minha primeira opção. Ela estava concorrendo com Juliana Baroni, por exemplo, que é muito minha amiga. Mas passou no teste e levou o papel porque foi a melhor mesmo.

Ela ainda é muito criticada. O que acha disso?
A gente leva cacetada, mas vai em frente. Porradas sempre vão ter. Olha a Adriana Esteves. Ela levou tantas críticas, mas está aí, linda, loura e talentosa. Hoje é um sucesso. Grazi vai longe. Mas é claro que ela vai levar porrada da crítica. Ela é bonita e ser bonita é uma desgraça.

Está satisfeito com o desempenho dela?
Ela está ótima. Tem carisma, o que é fundamental para um artista. Ela enfeita a minha novela.

O que tem sido mais difícil em Negócio da China?
Sem dúvida o mais difícil dessa novela é lidar comigo.

Como você lida com a audiência?
Já dei audiência baixa, já dei audiência alta, já fiz fracassos e sucessos. Não tenho esse comprometimento com os números. Não ligo para isso.

Continua após a publicidade
Publicidade