MC Gui perde contratos após rir de criança fantasiada em vídeo

Rumores que circulam nas redes sociais alegam que a menina usava peruca por estar fazendo tratamento de quimioterapia

O cantor MC Gui se envolveu em uma grande polêmica durante uma viagem à Disney. O cantor publicou em suas redes sociais um vídeo em que aparece rindo de uma criança fantasiada em um trem para o parque temático. Nas imagens, agora deletadas do Instagram, ele diz “Mano, olha isso”, enquanto a menina fica visivelmente incomodada com a situação.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

A atitude de MC Gui repercutiu rapidamente na internet e já gerou fortes impactos para o artista. A marca Black Nine California, que vendia produtos licenciados do cantor, interrompeu as vendas. “Informamos que a partir de hoje não venderemos mais a marca do GUI ( G STYLE ). Nós da Black Nine não compactuamos com qualquer tipo de preconceito, muito menos quando se trata de uma criança indefesa. A direção”, informou a marca em nota.

Já uma escola de inglês que havia contratado um show do cantor para o dia 31 de outubro decidiu cancelar a apresentação. “Foi solicitado o cancelamento do show do cantor MC Gui. Reforçamos que qualquer situação que vá contra nossos princípios em nenhuma hipótese é aceita”, esclareceu a empresa em nota.

O artista, então, decidiu postar um vídeo esclarecendo o ocorrido. “Eu encontrei uma família que estava fantasiada para curtir o Halloween no Magic Kingdom, eles estavam como personagens do ‘Monstros S.A.’ (…) e eu achei aquilo incrível, algo que eu nunca tinha visto em qualquer outro lugar. Então, eu fiz um vídeo. (…) Em todo momento eles estavam daquela forma que eu mostrei.”, afirmou. 

O cantor chegou a se desculpar, mas também pediu respeito àqueles que o estavam criticando. “Em momento algum eu pensei em fazer isso para atacar alguém ou fazer bullying, principalmente com uma criança. (…) Não sou uma pessoa de má índole, tenho família. A todos os artistas e influenciadores, é mais bonito me dar conselho, me ajudar. Não acho legal distribuir ódio na internet”, disse.

 

 

Claudia Baronesa, mãe e empresária do MC Gui, publicou um pedido de desculpas e disse que eles estão à procura da família da menina para que possam se retratar pelo ocorrido.

 (@claudiabaronesa/Reprodução)

 (Reprodução/Instagram)

Na internet, através da hashtag #JullyPrincessInDisneyworld, brasileiros começaram uma campanha pedindo à Disney que convide a menina Jully e sua família para um dia no parque com tratamento VIP.