Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Luiza Brunet comemora os 10 anos da Lei Maria da Penha e pede justiça

O ex marido da empresária é investigado com base na lei de proteção à mulher

Por Elisa Duarte - Atualizado em 21 jan 2020, 06h44 - Publicado em 7 ago 2016, 10h25

Na manhã deste domingo (7), a empresária Luiza Brunet postou um vídeo para celebrar os 10 anos da Lei Maria da Penha, a qual foi usada como base para denunciar o empresário Lírio Parisotto, acusado de violência doméstica. Aprovada no dia 7 de agosto de 2006, a lei ajudou a diminuir 10% na taxa de assassinato contra as mulheres dentro de suas casas, segundo levantamento divulgado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), em março.

“Bom dia, que mais mulheres possam ter justiça no nosso país. 10 anos da Lei Maria da penha e coragem pra mudar! Um beijo”, disse no vídeo publicado em suas redes sociais.

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Dia especial . #10AnosLeiMariaDaPenha #CoragemPraMudar #institutoavon @institutomariadapenha

A post shared by Luiza Brunet 🧿 (@luizabrunetoficial) on

 

Continua após a publicidade

Em julho, a modelo acusou o empresário de agressão. Luiza contou que após um evento em Nova York, os dois voltaram para hotel e lá ela teria recebido xingamentos, chutes e um soco no olho. O motivo da agressão seria a irritação do empresário por ser confundido com o ex marido de Luiza durante o jantar.

Atualmente, o empresário é investigado com base na Lei Maria da Penha. Desde a divulgação de sua imagem com hematomas, Luiza tem incentivado outras mulheres a denunciarem a violência doméstica. “Não tenha medo de fazer denúncia 180. Esta é uma campanha que vou abraçar! Ajudar mulheres a perder o medo”, escreveu em outro post.

 

Continua após a publicidade
Publicidade