Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Luana Piovani faz “greve de fotos” pela saída de Eduardo Cunha

O deputado é autor de projetos que colocam em risco os direitos humanos e está sob investigação por corrupção. Nas redes sociais, a atriz virou motivo de piada

Por Redação CLAUDIA - Atualizado em 27 out 2016, 23h02 - Publicado em 26 nov 2015, 15h20

A atriz Luana Piovani resolveu protestar de forma inusitada. Em sua conta no Instagram, disse que não publicará mais fotos pessoais até a saída do deputado Eduardo Cunha, (PMDB-RJ), do cargo e da presidência da Câmara.

“Vou tentar lançar um desafio. Uma ‘greve de foto’! Seria incrível se os instas bombados do Brasil fizessem o mesmo. Se meus amigos artistas, ricos em seguidores (Preta Gil, Fe Paes Leme, Luciano Huck, Anitta, Neymar, Paulo gustavo) tambem fizessem. Isso geraria um enorme movimento. Imaginem! Deixariam de fazer suas publicidades e, então o capitalismo nos enxergaria, os seguidores ficariam entediados e talvez se indignassem também, aderindo ao movimento ou pelo menos cobrando uma atitude. Acho que seria muito válido.” disse Luana em uma das postagens.

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Em outubro, o Ministério Público da Suíça transferiu para o Brasil uma investigação sobre o envolvimento de Cunha com corrupção passiva e lavagem de dinheiro desviado da Petrobras. Na fase inicial, procuradores suíços localizaram e bloquearam contas em nome dele e de familiares.

A campanha de Luana polemizou. Enquanto para alguns virou motivo de piada, já que o seu movimento não recebeu o apoio esperado de famosos, outros internautas entraram em sua defesa. O fato é que, apesar disso, a mãe de Bem, Liz e Dom continua firme e forte pelo seu objetivo.

Continua após a publicidade
Publicidade