Jornalista revela vício de Clodovil e expõe assédio a operador de câmera

"Ele torrava todo o salário no bingo", contou Rosana Hermann em um tweet

A apresentadora Rosana Hermann, 61 anos, revelou, no último domingo (27), que Clodovil, estilista e apresentador falecido em 2009, era uma pessoa completamente diferente por trás das câmeras. Segundo ela, o estilista era viciado em bingo e chegou a assediar um dos câmeras de seu programa na TV.

Em sua conta no Twitter, Rosana contou que Clodovil gastava o salário nos jogos e não pagava os empregados que lhe prestavam serviço. “Ele torrava todo o salário no bingo. O dono da emissora sabia que ele era viciado em bingo e, às vezes, pegava parte do salário e pagava os funcionários da casa do Clodovil pra eles não passarem fome. Porque Clodovil torrava tudo e não pagava ninguém.”

Rosana teve o primeiro contato com Clodovil na Band, quando foi roteirista de um programa dele. Ela relata que o apresentador brigava e gritava com toda a produção. “Ele fazia a gente chorar”.

A jornalista disse ainda que o estilista costumava dar em cima de um dos câmeras do programa. “Ele cismou com um câmera (não vou dizer o nome) e ficava cantando o cara no estúdio, na frente de todo mundo. O cara, quietão na dele, respeitava, não falava nada. Mas o assédio foi aumentando, aumentando. E o cara disse não pro apresentador. Que fez o que? Pediu a cabeça do câmera que foi demitido”, afirma.