Johnny Depp processa Amber Heard por difamação, diz site

Os atores estão divorciados desde 2016, quando Heard acusou Depp de abuso sexual

A batalha judicial entre Johnny Depp e Amber Heard acaba de ganhar um novo capítulo. De acordo com o site The Blast, o ator teria processado a ex-mulher em 50 milhões de dólares. O motivo? Difamação.

Segundo um documento obtido pelo tabloide, Depp alega que as acusações de abuso físico e psicológico feitas pela atriz em 2016 não são verdadeiras.

O documento cita que o processo contra o ator teria como origem um texto publicado por Heard no jornal The Washington Post, em que conta ter sido vítima de assédio em diversos momentos de sua vida. O argumento do ex-marido é que ele não é citado explicitamente.

“Depp nunca abusou a ex-esposa Heard. As acusações de 2016 são falsas e fizeram parte de uma elaborada campanha para gerar publicidade positiva para Heard e fomentar a sua carreira”, declara o advogado do ator.

Depp e Heard se conheceram em 2011, se casaram em 2015 e oficializaram o divórcio em 2016. O dinheiro recebido pela atriz como indenização foi doado à caridade.